Falando sobre Manutenção



A manutenção hoje exerce um papel fundamental nas empresas seja ela de grande porte ou de pequeno porte. A manutenção tem com principal função não deixar parar a produção evitando assim paradas não programadas, atraso na entrega da produção e evitando acidentes.

Hoje quando se precisa fazer uma manutenção na empresa logo pensam em custos, baixa da produtividade e o não cumprimento de metas de produção.

Mas na verdade o pensamento devia ser outro, uma empresa que tem um departamento de manutenção atuante ao invés de dar prejuízo ela ajuda no desenvolvimento da empresa aumentando a qualidade e disponibilidade dos equipamentos, diminuindo gastos com manutenções corretivas e paradas não programadas. Por conseqüência aumento o lucro da empresa com a diminuição das manutenções corretivas.

A manutenção corretiva e a grande vilã do orçamento da empresa, pois na maioria das vezes ela não avisa se o equipamento vai quebrar, quando isso acontece e não tem peça sobressalente no almoxarifado acaba se gastando mais para comprar a peça para reposição tudo no caráter emergencial. Diferentemente da preventiva onde a mecânica faz uma inspeção verificando como está o funcionamento equipamento. Se for constatada a necessidade de fazer alguma manutenção no equipamento o programador de PCM (Programador e Controlador de Manutenção) ou até mesmo o chefe da manutenção vai ter tempo para programar junto à produção à parada do equipamento para conserto e o pessoal de suprimentos mais prazo para cotar e comprar as peças necessárias.

Aliando se a manutenção preventiva pode ser implantar o programa de TPM (Manutenção Total Produtiva) onde o operador do equipamento faz uma manutenção básica, onde ele pode estar verificando nível de óleo, filtros, pequenas regulagens um processo bem simples onde o operador conhece melhor a seu equipamento e pode auxiliar o mecânico quando perceber algo diferente na máquina. Se a empresa tiver algum equipamento que e inspecionado por algum órgão (INMETRO), pode ser avaliar a possibilidade de um contrato de manutenção com a empresa fabricante ou assistência autorizada.

Um caso típico é empresas que utilizam balança essas devem ser aferidas e ter um laudo que comprove que ela está operando corretamente para evitar possíveis multas, faz se um contrato de manutenção preventiva a onde a cada período de tempo vem um técnico da empresa contratada e faz a calibração e aferição das balanças e emite um laudo de calibração. Outra vantagem depende do contrato se a balança apresentar defeito e houver a necessidade de fazer uma manutenção corretiva e o valor pode ser bem menor do que não tivesse o contrato, além de não precisar ter um mecânico especializado em balanças.

Ainda tem a manutenção preditiva na qual pode ser aumentar a vida útil de alguns componentes através da analise de componentes críticos do equipamento. Alguns dos exames que podem ser feitos são termográficos, analise de óleo, analise de vibração, ultra-som entre outros. Exemplo prático se você tem um determinado equipamento com um rolamento para ser trocado a cada 100.000 horas faz se uma analise de vibração e verifica a possibilidade dele ser trocado com 120.000, você acaba aumentando a disponibilidade da maquina em 20.000 dando um aumento na produtividade do equipamento. Quando se faz a preditiva deve se fazer um constante acompanhamento do equipamento até se criar um histórico de manutenção do mesmo.

Existem outros procedimentos que podem ser utilizados para ajudar a melhorar a organização e planejamento da manutenção e ainda solucionar problemas existentes nos equipamentos. Podemos citar alguns: MTTF, MTTR, MTBF, (FMEA), Diagrama de Ishikawa, Brainstorm, Analise de falha, 5W2H, 5W1H, PDCA, 5S entre outros.

Para por em pratica o que foi dito até agora é preciso ter uma equipe de manutenção não precisa ser grande, mais que tenha pessoal capacitado para a função requerida. E importante manter sua equipe atualizada, participando de feiras, congressos, cursos em empresas fornecedoras de equipamentos e também cursos de capacitação profissional.Pois no mundo globalizado de hoje a sempre uma nova tecnologia sendo aprimorada a cada novo dia.

Outra peça fundamental para um bom trabalho de manutenção o departamento de suprimentos ou compras dependendo do caso. Esse deve ter uma boa relação com os fornecedores de peças e equipamentos para que quando houver uma manutenção programada ou mesmo corretiva à peça em questão seja facilmente adquirida sem burocracia. Pois sempre tem uma queda de braço entre a manutenção e suprimentos, o pessoal da manutenção que fazer o equipamento rodar sempre o mais rápido possível já o pessoal de suprimentos quer segurar a compra o maior tempo possível. Mas sempre no fim quem ganha e a manutenção, pois acaba tendo o apoio da produção e faturamento.

Por fim uma empresa não funciona sem manutenção, não importando o tamanho do equipamento, ele pode ser novo ou usado um dia ela vai dar manutenção e quando esse dia chegar vai tem um mecânico à espera.

José Wilson Caveio
Técnico em Manutenção Industrial


Autor: José Wilson Caveio