THE JONESES e o Marketing Invisível



THE JONESES e o Marketing Invisível


O efeito que as pessoas não vêem


A tipologia de marketing evidenciada na produção cinematográfica "THE JONESES" classifica-se como marketing invisível. Apesar de pouco difundida, esta modalidade se faz cada vez mais conhecida, já que se encontra em praticamente todos os lugares, mesmo que não percebida por grande parte das pessoas. O enredo do filme permite ao público entender como se dá a prática desse marketing através do cotidiano de uma "Família feliz". Os personagens assumem a missão de encenar o modelo perfeito no papel que cumprem, dessa maneira, consumidores são atraídos e engodados por um padrão falso de felicidade, ou seja, compram apenas uma imagem irreal, tornam-se consumidores compulsivos.
O filme "THE JONESES" não só esclarece como também instiga a reflexão a respeito do marketing invisível, tendo em vista uma característica peculiar do mesmo, a Ética ou a falta dela, pois, as atitudes usadas na busca pelos objetivos por vezes fogem a boa conduta e responsabilidade social de alguém. A "Família Jones" a princípio, trabalha em todo momento para realizar a proeza de tornar-se "Ícone" no mercado de vendas em questão. Faz-se evidente a obrigação que cada colaborador possui para se sobressair diariamente e alcançar um aumento de números considerável nos relatórios mensais de vendas, visando assim, reconhecimento de seu trabalho, podendo com isso ganhar mais dinheiro, chefiar uma unidade ou mesmo fazer parte de uma "Família Ícone".
A invisibilidade de marketing se mostra em todos os momentos do filme, desde a chegada à nova cidade de trabalho, em que a "Família Jones" desfila e aprecia o carro novo, a chegada à nova e imensa residência com direito ao uso da tecnologia via celular (HTC) de envio de vídeos, inclusive para "Vovó", além de toda a mobília, jogos eletrônicos, Tv?s, batons, perfumes, roupas, calçados, materiais esportivos, relógios, jóias e tudo mais que uma família perfeita possui, ou deveria. Essa abundância de produtos caros e modernos fez com que todos naquela cidade vissem a nova família e buscassem compreender qual seria o segredo de tanto sucesso e felicidade. Tornar-se o centro das atenções seria a melhor maneira de influenciar novas compras e assim vender mais, pois, como citado no próprio filme por um dos personagens, a superior da empresa, falando ao Steve Jones, o pai na família: "Se as pessoas quiserem ser você, vão querer o que você tem".
Os clientes não sabem bem como tudo acontece, o filme mostra isso pelos resultados alcançados, sintetizando através da frase: "O fato é que temos resultado, como chegamos nele é problema nosso". É destacado também o instinto assassino, que se caracteriza pela capacidade de ir muito além para conseguir o que quer, ou seja, tudo. Nesse ponto, a ética e compromisso com o cliente desaparecem totalmente, no entanto, tudo acontece de maneira obscura para que o consumidor não perceba que a imagem vendida não faz jus ao preço pago pelos mesmos. Esse tipo de marketing aproveita muito bem um valor ainda existente na sociedade, em que, pessoas confiam em pessoas e nada mais sensato que usar dessa confiança para crescer nos negócios e fidelizar clientes.
O "THE JONESES" mostra pessoas diferentes em suas características pessoais, buscando viver em total sintonia, voltando todas as atitudes diárias a favor de negócios promissores. Essas pessoas abdicaram de uma vida normal e planos pessoais para encenar e compartilhar sentimentos fingidos, nos quais, passou a ser um fator ainda mais forte no filme do que os produtos que os mesmos usavam. Todas as mulheres da vizinhança desejavam o carinho e romantismo que "Kate" recebia de seu esposo, da mesma forma, os homens queriam que suas mulheres agissem como "Kate", os adolescentes queriam ser tratados por seus pais como "Jenn" e "Mick". Enfim, a Família Jones era invejada em todos os seus ângulos, apenas pelo que se esforçavam e dissimulavam ser.
Em certo ponto do filme, as coisas começaram a sair do eixo, foi ficando muito difícil tentar enganar as pessoas e levar adiante algo ou alguém inexistente. Manter para sempre a personalidade invisível apenas para propagar e trabalhar essa tipologia de marketing, não é atitude que possua muitos candidatos à vaga. A partir dessa questão, "Steve Jones" demonstrava ser o menos interessado em viver dessa maneira a vida inteira, com isso, influenciou seus colegas de trabalho ou "familiares" a não continuar seguindo esse caminho. Sua coragem e determinação ao renunciar a posição que tinha, fez com que "Mick" admitisse sua homossexualidade como opção sexual e "Kate" repensasse se queria realmente adiar os planos para ser feliz, construindo um lar verdadeiro e vivendo literalmente a felicidade, através de uma família normal e próspera.
Após uma jornada de crescimento, sucesso e tragédias ao longo do filme, o fim da trama não trouxe somente coisas boas, as conseqüências de uma ferramenta perigosa de vendas deixou experiências marcantes, em que se questiona até onde certo negócio pode levar alguém? Ao sucesso ou ao fracasso? A felicidade ou ilusão? Essa resposta quem possui é o próprio consumidor, que decide se deve aceitar esse tipo de influência ou se recusar a determinados acontecimentos. Saber o que fazer e como fazer, faz parte do leque de responsabilidades que cada indivíduo possui em sua vida, seja pessoal ou profissional.
Por conseguinte, a estratégia de marketing a ser utilizada nas vendas de algum produto deve ser escolhida de acordo com o fim desejado para as mesmas. Através de estudos e análises de mercado é possível compreender o melhor caminho a se seguir no momento, pois, as mudanças e evoluções são quase inalcançáveis no mercado, novas tecnologias e informações são espalhadas diariamente com rapidez por todo o planeta em velocidade sobre-humana. Vale a pena ter uma vida artificial para ser o melhor no que faz? O melhor não se define facilmente, apenas com hipóteses ou opiniões. Essa definição depende do que cada empresa ou consumidor acredita ser o melhor para vender, para comprar ou para viver.
O Marketing Invisível consegue ter uma abrangência surpreendente, a maneira eficaz de alcançar um cliente potencial pode ocorrer através dessa tipologia com satisfação, por esse motivo, muitas empresas estão o buscando como auxílio necessário para suas vendas. Oferecer um produto por meio de uma imagem parece ser a melhor maneira, já que, saúde, dinheiro e felicidade sintetizam a qualidade de vida que todos almejam. Assim, trabalhar para alcançar os objetivos não significa iludir e ludibriar a sociedade, mas, ter clareza em suas demonstrações para que a fidelização do cliente seja sincera e permanente.

Autor: Karina Campos'