Algumas Considerações Sobre A Educação No Brasil



A educação no Brasil , na visão da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

Ensino Fundamental

“A educação é dever do Estado e da família” e o ensino fundamental obrigatório e gratuito para todos, inclusive para os que não tiverem acesso na idade própria de acordo com a Constituição Brasileira, descritos nos artigos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. O ensino fundamental deve ser ministrado gratuitamente para alunos entre sete e quatorze anos e todos que não tiveram oportunidades na idade escolar, com o objetivo de desenvolver no educando as habilidades e competências fundamentais que devem abranger todos os processos formativos na vida familiar, na relação de convivência em instituições de ensino e em movimentos sociais e culturais, fatores básicos na formação e desenvolvimento do cidadão. Com isso o Estado deve assegurar e dar condições para que os mesmos sejam mantidos em estabelecimentos de ensino, tais como: alimentação, transporte, material escolar e didático , pois o direito ao ensino fundamental não é simplesmente estar matriculado, mas a permanência na escola o tempo necessário para a conclusão do mesmo e a qualidade na educação oferecida nas escolas, como por exemplo o atendimento em tempo integral, também é uma tentativa de diminuir a repetência, pois são oferecidas atividades diversificadas, auxílio nos trabalhos escolares e várias outras que podem ser desenvolvidas são uma forma de auxílio aos mais carentes, tirando-os da exclusão e marginalização. Então, podemos dizer que o ensino fundamental, de competência do Estado e em consonância com a família e em condições adequadas desenvolve no aluno suas competências e habilidades na sua formação como cidadão.

Ensino Médio

Atualmente, com o avanço das tecnologias e a modernização em todo o país o ensino médio, tem um importante papel a desempenhar na formação e qualificação de profissionais. Com os desafios tecnológicos da modernidade, a escola deve preparar jovens e adultos para às dificuldades que se apresentam, considerando que a clientela exige uma organização escolar adequada a sua maneira de utilizar espaços e tempo e que muitos já estão inseridos no mercado de trabalho, a escola deverá desenvolver a capacidade de assimilar mudanças, a autonomia de escolhas relacionadas ao pleno exercício da cidadania e ao desenvolvimento de um currículo adequado as novas tecnologias. A escola, por sua vez, deverá atender as necessidades que a tecnologia e a modernidade apresentam como: informatização, uso de tecnologias aplicadas nas empresas, desenvolvimento da criatividade na resolução de problemas, espaço físico com mobiliário e equipamentos adequados, recursos didáticos e pedagógicos, profissionais capacitados e com formação para atender as demandas surgidas pela sociedade. O ensino médio tem um importante papel a desempenhar na formação para a cidadania e qualificação profissional, desde que adequado a modernidade e aos avanços tecnológicos existentes no país.

Ensino superior

As instituições de ensino superior são públicas ou privadas. As públicas são criadas e mantidas pelo poder público nas três esferas (federal, estadual e municipal). As privadas são criadas e mantidas por pessoas jurídicas de direito privado. Estas instituições, de acordo com o Plano Nacional de Educação, devem exercer as funções de ensino, pesquisa e extensão e tem por prioridade o conhecimento científico e tecnológico como condição essencial para o progresso do país. São grandes as expectativas da sociedade brasileira contemporânea em relação à formação universitária necessária para as carreiras burocráticas e científicas. O Ensino Superior deve proporcionar aos professores, pesquisadores e alunos o desenvolvimento de um conjunto de competências necessárias para alcançar as rápidas transformações da sociedade, com o desafio de superação das desigualdades sociais, culturais e econômicas, tendo em vista que o principal instrumento de transmissão da experiência cultural e científica acumulada pela humanidade se faz a partir da reflexão e da pesquisa. Como podemos perceber a universidade é depositária e criadora de conhecimentos, pois nestas instituições de ensino, apropria-se o patrimônio do saber humano que deve ser aplicado ao crescimento científico e tecnológico do pais, através da busca e reflexão sobre o ser, fazer, aprender, ensinar.


Autor: Marilene Schwinn