Projetos em Sala de Aula



Margarida Elisa Ehrhardt Ferreira[1]

Uma estratégia bastante interessante para trabalhar com nossos alunos é a pedagogia de projetos. Segundo Dias e outras (2004),

"O que inaugura esta prática pedagógica como inovadora é o fato de aceitarmos o desafio da desinstalação, de desfazer certezas, conviver com o provisório, ressignificardeterminadas opções, adotando o currículo como fio condutor do trabalho que será desenvolvido, de forma flexível, não linear, a partir de questões levantadas pelos alunos e/ou condições contextuais que emergirem das situações do cotidiano. (p.230)"

Hernandez e Ventura(1998) consideram os projetos de trabalho como articulação de conhecimentos escolares e que a perspectiva do conhecimento é global e relacional.estaferramenta possibilitaa criação de estratégias de organização do conhecimento considerandoas informações buscadas e a amplitude de busca para a resolução do problema levantado.

Por que Projetos?

O trabalho com projetos em sala de aula amplia nossas possibilidades de construção de conhecimento de forma mais global, tendo como eixo a aprendizagem significativa. Possibilita ainda, o diálogo com a realidade dos alunos ampliando seus conhecimentos, com as diversas áreas de conhecimento e fomenta a perspectiva de trabalho coletivo entre professores, alunos e comunidade escolar.

Permite ainda uma avaliação processual do desenvolvimento escolar dos alunos envolvidos e da reflexão permanente sobre a prática pedagógica, pois esta estratégia não se apóia em normas e regras rígidas. O grupo constrói seu processo de aprendizagem a partir do momento em que sana dificuldades e buscando aprofundamentos.

Para que projetos?

Para responder a problemas colocados pelos alunos, pelo contexto educacional, social, econômico, cultural, etc. E ainda para detectar necessidades de aprendizagens, necessidade de aprofundamento e sistematização de conteúdos necessários para o desenvolvimento do projeto e da formação do indivíduo.

Neste processo qual o papel do professor?

De coordenador, mediador e fomentador do processode construção do conhecimento, além de aprendiz.

Qual o papel do aluno?

È o elemento central da construção do conhecimento, visto e respeitado como sujeito sócio-cultural. Aquele que traz suas experiências, que vê respeitada sua identidade e seu ritmo de aprendizagem.

QUAIS OS PASSOS DO PROJETO?

1. Detonador:

Situações de onde emergem temáticas, que pelo interesse demonstrado pelo aluno e que merecem ser aprofundadas e problematizadas delimitando o estudo.

2. Problematização:

Delimitação da problemática a ser estudada. É o momento do levantamento de questões a serem pesquisadas. Organizam-se os conhecimentos prévios, hipóteses acerca do objeto de estudo e determinam-se as estratégias de como fazer.

"Escolha de um tema de pesquisa que seja, ao mesmo tempo, autêntico e mobilizador, significativo e exeqüível"

Fonte:http://intra.vila.com.br/


3.Desenvolvimento:

Momento de criar estratégias para a busca de respostas. É importante que nesta etapa se apresente as concepções científicas, e oportunidades de pesquisa, trabalhos em grupo, entrevistas, projeções de vídeos, exploração de espaços como museus, bibliotecas, pontos turísticos, enfim tudo que enriqueçao trabalho.Há a necessidade de estabelecer os objetivos a serem desenvolvidos no projeto.

"Escolha dos temas de interesse, e depois, os procedimentos de levantamento de dados e a reflexão sobre situações complexas são, nesse sentido, estratégias muito valiosas."

Fonte:http://intra.vila.com.br/

4. Síntese:

Culminância do processo, mostrando o avanço cognitivo (principalmente), informando os avanços dos alunose a aquisição de seus esquemas de pensamento.

5. Avaliação

É processual, já que cada etapa do trabalho vai sendo avaliada. As necessidades de aprimoramento em cada momentosão visualizadas e conseqüentemente aprimoradas.

A auto-avaliação deve ser priorizada, observando o envolvimento individual e coletivo.

O papel do professor é imprescindível para ajudar os discentes a superaras dificuldades .

 

6.Registro:

Acompanha todos o processode desenvolvimento do projeto pois garantea sistematização e auxiliatoda a construção do conhecimento.Esse registro pode ser feito por meio escrito, imagens, filmagens e tantas outras produções criativas quepossam ser elaboradas.

CONCLUSÃO:

O trabalho com projetos traz nova significação ao currículo, tornando-o mais expressivo paraa realidade escolar.Propõe que no processo de aprendizagem,os saberes sejam incorporados por meio do diálogo, de pesquisase produções confirmando que o conhecimento não é estático nem imutável, buscando no fazer científico o sentido de instigar novas descobertasem um ambiente cooperativo em um espaço especial de aprendizagem.

"Aprender é uma tarefa pessoal e as atividades propostas no projeto são apenas um ponto de partida, que deve proporcionar ao aluno os instrumentos para um trabalho criativo e intenso de aprendizagem. O saber constitui-se pela capacidade de reflexão, esta por sua vez exige uma série de informações, que nesse propósito, de fato ambicioso, são pesquisadas, registradas, articuladas, confrontadas com concepções prévias, socializadas e referidas a um amplo contexto: os problemas e as soluções de alguém que vive na cidade grande, tal como o aluno."

Fonte:http://intra.vila.com.br/
 

Referências Bibliográficas

KOFF, Adélia Maria Nehme Simão e.TRABALHANDO COM PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO: QUANDO A AUTONOMIA DO ALUNO GANHA DESTAQUE. PUC- Rio. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/30ra/trabalhos/GT04-3750--Int.pdf.Acesso:março/08

HERNÁNDEZ, Fernando & VENTURA, Montserrat. A ORGANIZAÇÃO DO CURRÍCULO POR PROJETOS DE TRABALHO. O Conhecimento é um Caleidoscópio. Porto Alegre, RS: Artes Médicas, 1998

*Atualmente  o site  http://intra.vila.com.br  está em  construção hoje 9 de março de 2009.A pesquisa foi realizada  em março de 2008.


[1] Licenciada pelo UNICEUB em Pedagogia com habilitação em Magisterio e Administração Escolar,;Especialista em EAD pela Faculdade SENAC , Professorade Educação Infantil e séries Iniciais do Ensino Fundamental desde 1990. Sua Experiência em Educação a Distância ,perpassa na área de tutoria e como Orientadora de Aprendizagemno programa Um Salto para o Futuro .Trabalhou em Direção de Escola, desenvolvendo ações de gestão escolar .Realiza trabalho com inclusão digital desde 2006 . guielisa@terra.com.br


Autor: Margarida Elisa Ehrhardt Ferreira


Artigos Relacionados


Diferenças Na Escola

Ppp - Projeto Político Pedagógico

Avaliação

Psicologia E Educação

A AvaliaÇÃo Do Processo Ensino-aprendizagem

A Postura Do Educador Infantil Frente Ao Ensino Da Matemática

Educação Física Escolar