Câncer de Pâncreas / Aparelho Digestivo



O pâncreas é uma glândula do aparelho digestivo, localizada na parte superior do abdome e atrás do estômago. É responsável pela produção de enzimas, que atuam na digestão dos alimentos, e pela INSULINA, hormônio responsável pela diminuição do nível de glicose (açúcar) no sangue. O risco de desenvolver o câncer de pâncreas aumenta após os 50 anos de idade, principalmente na faixa entre 65 e 80 anos, havendo uma maior incidência no sexo masculino. A maior parte dos casos da doença é diagnosticada em fase avançada, e portanto, é tratada para fins PALIATIVOS. O tipo mais freqüente é o ADENOCARCINOMA com 90% dos casos.

EPIDEMIOLOGIA:O câncer de pâncreas é raro antes dos 30 anos de idade, sendo mais comum a partir dos 60 anos. No Brasil representa 2% de todos os tipos de câncer. A taxa de mortalidade por câncer de pâncreas é alta, pois é uma doença de difícil diagnóstico e extremamente agressiva.

FATORES DE RISCO: o uso de derivados do tabaco, os fumantes possuem três vezes mais chances de desenvolver a doença do que os não fumantes,consumo excessivo de gordura,de carnes,bebidas alcoólicas,exposição a compostos químicos como solventes de petróleo durante longo tempo.

SINTOMAS: A localização do pâncreas atrás de outros órgãos, dificulta a detecção precoce do câncer de pâncreas. O tumor normalmente desenvolve-se sem sintomas, sendo difícil diagnosticá-lo na fase inicial. Quando detectado, já pode estar em estágio muito avançado. Perda de apetite e de peso, fraqueza, diarréia , tontura,icterícia,dor nas costas,aumento do nível da glicose no sangue.

DIAGNÓSTICO:Exames de laboratório, como de sangue, fezes e urina, tomografia computadorizada,ultra sonografia,ressonância nuclear e biópsia do tecido.

TRATAMENTO:
A cura do câncer de pâncreas só é possível quando este for detectado em fase inicial. Cirurgia com ressecção ,tratamento paliativo e colocação de prótese.Radio e quimioterapia para redução do tumor e alívio dos sintomas.

ASPECTOS PSICOLÓGICOS:Basicamente é o trabalhojunto aopaciente ,familiares e amigos para modificar alguns hábitos alimentares epsico-sociais comportamentais. É importante também trabalhar com o paciente alguns efeitos colaterais dos tratamentos convencionais, um novo estilo de vida,uma nova qualidade de vida.

Suely Bischoff Machado de Oliveira
Psicóloga
CRP 06/8495
sbischoff@itelefonica.com.br

Pós grad. pelo Hosp. do Câncer A.C. Camargo
Autor: Suely Bischoff Machado de Oliveira


Artigos Relacionados


CÂncer Anal/ Aparelho Digestivo

CÂncer De EstÔmago / Aparelho Digestivo - Fonte Inca

CÂncer De FÍgado / Aparelho Digestivo / Fonte Inca

Hepatoblastoma

CÂncer De OvÁrio (fonte Inca)

Melanoma

Câncer De Próstata