DESESPERO



DESESPERO – 08/06/2009

Dentro do peixe, Jonas orou ao senhor, o seu deus. E disse:
em meu desespero clamei ao senhor, e ele me respondeu. Do ventre da morte gritei por socorro, e ouviste o meu clamor. (Jonas 2. 1,2) (nvi)

 

É verdade que em momentos de desespero podemos nos mostrar melhores do que somos no dia-a-dia. Já nas cenas de comédia elas parecem bem piores do que são. Mas o desespero é um fator de crescimento. Nele descobrimos como administramos nossa vida particular e nossos sentimentos.

 

Estudando o Antigo Testamento quando o relacionamento do homem com Deus era presencial podemos entender bem o desespero. Temos dois fatos interessantes. Adão e Eva quando desobedecem à ordem divina e comem da árvore que estava no meio do Jardim e Deus os havia dito que não tocassem nem comessem dela. Eva deixou-se levar pela conversa da serpente que sagaz a induz a desobediência. Satanás era sido experiente em desobediência foi sido lançado fora do céu onde era anjo de Luz. E queria o mesmo ao homem.

 

Eva então vai ao marido Adão e lhe oferece a fruta que sem nenhum senso crítico come. Quando o sol se põe Deus vem fazer sua visita rotineira ao jardim. Ele os chama pelo nome e diz: Adão, Eva, onde estão? Eles desesperados com sua presença se escondem (como se isso fosse possível), o desespero nos cega da realidade. Deus pergunta por que estão escondidos e eles contam que desobedeceram as suas ordens. Deus então pergunta quem foi? Adão diz: Eva (a mulher que tu me deste) e Eva não assumindo também seu erro diz: Foi a Serpente quem me enganou.

 

Nenhum dos dois conseguiu ver sua miserável condição. Estavam com medo. O medo nos faz ter vergonha de ter comunhão íntima com Deus. Este medo que sentiu Adão e Eva é fruto da quebra de relacionamento perfeito e pleno que Deus idealizou entre Ele e o homem.

 

Não bastando o rompimento do relacionamento do homem e Deus, a queda do homem teve também reflexo em nossos relacionamentos. Antes, Eva, “carne da minha carne”(gênesis 2:23)  depois “ a mulher que tu em deste” (3:12). Demonstrando a quebra de harmonia entre o primeiro casal e o que hoje acontece em nosso meio.

 

Só o desespero os levou o ver que estavam sem a presença de Deus. Só assim viram quão delicioso era viver em harmonia homem, mulher, criação e criador. Assim vemos que estamos distantes da presença de Deus. Durante boa parte da nossa vida estamos fingindo viver bem e entender os fatos, até que nos deparamos com a dura realidade do desespero humano assim vemos que desobedecemos às ordens divinas que nos faziam viver de forma harmoniosa e feliz.

 

Outro que enfrentou o desespero por desobediência divina foi Jonas. Estava vivendo sua vida tranqüila até que recebe uma ordem direta do Pai (Deus), para que saísse da sua terra e fosse até a cidade de Ninive onde deveria dizer aquele povo que se arrependessem de seus pecados e Deus os salvaria. Jonas sai e não vai para o local indicado, na tentativa de fugir da presença de Deus se esconde no fundo de um barco e dorme. A tempestade vem e é acordado pelo desespero da tripulação que quer que ele indique a causa já que tem intimidade com o criador, para a surpresa dos tripulantes que já haviam jogado tudo ao mar, o problema não estava no mar, mas dentro do barco. Jonas era o problema, a causa de tanto desespero.

 

Jonas dá a solução, que o lancem ao mar e o mar se acalmaria. Qual não foi a surpresa. Ao ser jogado ao mar ele se acalma, a embarcação segue seu caminho e Jonas é engolido por um grande peixe (Jonas1: 15,17).

 

Este fica três dias dentro daquele peixe. Que DESESPERO. Não tem como fazer essa idéia hoje. Ficou lá até que se arrependesse de seu ato, orasse e o peixe o vomitou e ele foi cumprir o mandato de Deus. “E orou Jonas ao Senhor, seu Deus, lá das entranhas do peixe; e disse: Na minha angústia clamei ao senhor, e ele me respondeu; do ventre do Seol gritei, e tu ouviste a minha voz. [...] Falou, pois, o Senhor ao peixe, e o peixe vomitou a Jonas na terra.” (Jonas 2:1e10)

 

Para todos dois houve consequências dos atos. Mas também ao arrependerem-se encontra em Deus o refrigério. Adão e Eva começaram a ter suas famílias, a terem que buscar a Deus, trabalhar para o sustento e entenderam que a desobediência trás graves consequências.

 

Jonas ao entender sua missão vai a Ninive prega contra ela e vê as pessoas se entregarem a Deus de forma voluntária e uma nação sendo salva.

 

E nós o que temos aprendido com o desespero. Assim como o Salmista que ao se ver  em desespero encontrou no Senhor o seu socorro “Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.” (Salmos 121:1-2).

 

Maior que aquilo que nos aflige é a certeza que o Senhor está em alerta em nosso socorro, e é a clara convicção de que o Senhor nos carrega em seus braços na hora do desespero. Saiba que a cada dia podemos ser acometidos de um desespero tal que parece ser o fim de tudo, mas tenha a certeza que: “O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.” (v. 2).

 

Até a próxima....

 

Silvia Letícia Carrijo de Azevedo Sá

leticiacarrijo@oi.com.br

 

 

Ricardo Luiz de Matos

matosrl@yahoo.com.br

 

 


Autor: Silvia Leticia Carrijo


Artigos Relacionados


Novos Tempos

Como Ganhar Almas

Um Presente Especial

Cidade Mineira

Tua Ausência

A Chave Da Felicidade

A Velha Casa De Flores