SIM, É PRECISO SABER VIVER



"Bendiga ao Senhor a minha alma. Bendiga a ele todo meu ser. Não esqueço de nenhum de seus feitos." (Salmos 103:1-2)

O valor da vida está no quanto você ama e se importa em viver.

Neste período de férias eu pude aprender sobre o valor da vida. Quando estamos trabalhando a correria não nos deixa ver muitas coisas importantes. Um exemplo pessoal: minha mãe teve um enfarto recentemente, ela tem uma força muito grande, já passou por dois derrames e agora este enfarto sem sequelas, e teve que se submeter a uma angeoplastia, ai pude perceber algo triste nesta história. Até onde valorizamos realmente o estar vivos.

Que ela é forte ninguém duvida, mas é super reclamona. Está reclamando de não poder fazer nada em casa, de não dar conta ainda de lavar suas coisas. Não aquenta sair de carro, nem caminhadas longas, e reclama, reclama e reclama. Se dermos algum conselho irá reclamar que você não sabe o que está sentindo. Está com uma dor, mas não se movimenta para solução. Já chegou dizer que feliz é quem morre no ato do enfarto. A vida não pode ser vista como especial apenas quando tudo vai bem. A solução vai chegar se você procurar, não tem como ficar esperando a solução chegar. Devemos valorizar a vida até nos momentos de infinita falta de solução.

Pus-me então a pensar sobre isso. - O valor da vida. Quando Roberto Carlos cantou é preciso saber viver, realmente é preciso. Não é porque a ganhamos que a sabemos viver. Muitas das vezes não damos conta de enxergar o que estamos ganhando com certas situações e o que estamos perdendo quando deixamos nossa mente achar que reclamando estou liberando o que me incomoda.

Ao invés de reclamar deveríamos estar celebrando o fato de estarmos vivos, o fato de podermos levantar mais um dia e agradecer por isso. Quando vejo pessoas sãs reclamando me dá uma tristeza enorme, pois há tantos com deficiências graves que só ficam sorrindo, pois sabem das suas limitações e sabem alguns que sua vida é muito mais um fio de linha que de outros, então querem curtir cada momento, pois são únicos. É quem é aparentemente normal não vê cada momento como único.

Não podemos entender a vida como uma falta de escolha, eu devo passar apenas, pois eu não pedi para nascer, mas enxergá-la como uma enorme possibilidade de ser feliz. Afinal, onde mais você será feliz em vida? Se o chão sujou, limpe quando der, não fique reclamando de quem sujou, agradeça por quem te visitou, celebre o momento e esqueça destes detalhes, cada ato nos eu tempo. Se comerem tudo que você fez, amém. Que bom que sua visita tem este prazer. Quantos desejariam comer e poderem ter para oferecer a alguém, outros não podem nem comer por limitações de saúde.

Reclamar porque em alguns momentos não estar em seus plenos movimentos, por um exame ter dado algo alterado, você não sabe o que é ter um câncer, você não sabe o que é vegetar em uma cama de hospital. Vegetar, digo imóvel mesmo, sem cura. Não, nós não sabemos o que é isso, pois, mesmo em alguns momentos de luta podemos viver e celebrar a vida. Mas que fazemos? Preferimos reclamar e somente reclamar de tudo e por tudo.

Jesus nos ensina a viver de forma mais alegre, menos reclamões. Eu prefiro achar meus desastres divertidos a chorar por cair muito, atropelar tudo, ser desastrada, faço disso meu meio de ser divertida, afinal mudar, já tentei, mas não deu certo, ficou foi pior. Assim quando não enxergo bem, coloco óculos, se caio a toa ando só de tênis. Se as vistas não cooperam não dirijo. Vivo a vida da melhor forma possível. Dificilmente choro, pois prefiro sorrir. Choro sim por aquilo que é realmente importante chorar, nada de ficar choramingando por tudo. Já passei desta fase, quando descobri que os anos não esperam minhas reclamações acabarem para passar. O tempo não liga para isso, ele passa mesmo, cabe a nós entender isso e aproveitar a vida ao máximo. Nada de coisas ou situações para burlar o que há de vir, é encarar da melhor forma e com o melhor de mim.

Deixo um versículo muito delicioso para ler quando achar que a vida está sem graça, mas não reclame, louve a Deus até pelos momentos de tristeza e dificuldade, aprendemos muito mais neles. Ai vai... "Cantem hinos ao Deus Eterno, todos os moradores da terra! Adorem o Eterno com alegria e venham cantando até a sua presença. Lembrem que o Eterno é Deus. Ele nos fez, e nós somos dele; somos o seu povo, o seu rebanho. Pois o Eterno é bom; o seu amor dura para sempre, e a sua fidelidade não tem fim." (Salmos 100: 1-3 e 5)

Até a próxima...

Silvia Letícia Carrijo de Azevedo Sá

leticiacarrijo@oi.com.br

http://www.jornallivre.com.br/?p=13105 (INSCREVA-SE E GANHE DINHEIRO COM SEUS TEXTOS)


Autor: Silvia Leticia Carrijo


Artigos Relacionados


Ser Como Ser...

Não Há Impossível

Sorrir é Ser Feliz

A Espera (ii)

Quem Sou Eu?

Minha...

Ilusão