Meu Herói..............



MEU HERÓI

A palavra HERÓI (vem do grego HÉROS e do latim HEROA).

Seria o nome que os gregos davam aos grandes homens divinizados, por exemplo: Hércules, é aquele que se distingue pelo valor ou magnanimidade. No sentido figurado seria um personagem principal de uma obra literária, por exemplo: Vasco da Gama é o herói de “Os Lusíadas”. Tem-se, portanto o herói do dia, o herói da festa, etc.

 

É freqüente, durante a puberdade e no início da adolescência, ou seja, por volta dos doze, treze anos de idade, o jovem, escolher um alvo, ou seja, um herói, com muito afeto e admiração. Geralmente é alguém próximo e um pouco mais velho que o jovem em questão, independentemente de sexo, ou seja, pode ser do mesmo sexo ou do sexo oposto.

 

Em nossa sociedade tornou-se comum eleger com freqüência pessoas do meio artístico, atores e atrizes, do meio televisivo dos meios de comunicação em geral, cantores e cantoras, esportistas, enfim figuras da mídia. Estes representam figuras de grande admiração por parte do jovem

 

Nota-se que a eleição de um herói está relacionada à classe social do jovem, ou seja, sua condição sócio-econômica. Ah! Aquele sujeito, o carinha do posto de gasolina é um desafinado, ele quer imitar o cantor da Banda da galera, com o seu penteado, a sua roupa, e fica aparecendo um palhacinho, ele não se enxerga.. Ah! Bacana é mesmo o cara do curso de inglês, ele é super antenado e fala muito bem o inglês e o alemão, eu acho que vou é estudar inglês.

Hurlock, estudioso dos aspectos da adolescência, observou que tal ligação constitui por si só, uma solução natural para as dificuldades, dúvidas, incertezas, anseios, por que passam os jovens adolescentes. E que tais amizades, a princípio, não constituem barreiras para as vinculações heterossexuais satisfatórias.

Ah!Cara eu só me ligo num papo legal é com o meu tio Zico, que é Professor de Educação Física ele é super aberto e me dá sempre umas boas dicas. Pô cara você viu só a roupa da Banda que se apresentou no sábado no clube, é radical, vou tentar fazer igual pra mim

 Ih! Lá em casa não dá pra ter um papo com o meu pai, ele é super fechado, nunca tem tempo pra mim, mas a minha prima, que estuda Comunicação, ah! Essa sim é legal, eu posso me desabafar com ela sobre todos os assuntos, que ela não se envergonha, e me dá muita força.

Ih! Na minha casa todo mundo sempre está com pressa para fazer alguma coisa, e eu me dei bem foi com o meu Professor de Matemática, o Cláudio, ele até me convidou para jogar tênis com ele no clube.

 

Contudo este ídolo, este herói eleito pelo jovem, passa a  estar em segundo plano quando o adolescente começa a ter interesse pelo sexo oposto, o que significa amiúde que esta fase de herói é passageira.Mas cabe aos pais como gerenciadores desta vida de jovem, estarem  presentes, dialogarem, observarem e participarem com o jovem em suas expectativas, suas dúvidas, seus medos,etc.

 

Em nosso país com tantas diferenças sociais, nota-se amiúde, o interesse de jovens de certas condições socioeconômicas extremamente precárias por heróis vinculados à malandragem, ao vício, à delinqüência, revelando uma associação de mesmo propósito, ou seja, o jovem se espelha naquele que lhe é próximo, semelhante, que se deu bem, que transgrediu regras e que mesmo assim foi aceito.

Pô cara, pra que eu vou ficar marcando passo neste trabalho se posso me dar bem com o bagulho que o Pedro ta negociando?

Olha só, o cara morava na favela, era doidão, e se deu bem na música. E todos se amarram nele, ele é um cantor famoso.

 

Aqui se pode observar, uma ótica completamente desvirtuada, inadequada e maquiada com idéias errôneas, que pode sem sombra de dúvidas conduzirem o jovem inexperiente a trilhar um caminho por demais desequilibrado.

 

Deve-se sempre estar atento ao que ocorre ao nosso redor, com nossos jovens, suas incertezas, o seu caminho de escolha profissional, enfim, deve-se oferecer ao adolescente, muitas oportunidades  saudáveis que com certeza serão revertidas em comportamentos aceitáveis e aprovados.

A Psicoterapia é com certeza um recurso psicológico  valioso de benefício,  para o jovem, para o adolescente ,em sua descoberta pessoal, promovendo saúde e bem estar,em muitos momentos de dúvidas,de questionamentos e de medos.

 

Da vida, o que há melhor, cansaste de provar?

E o que há de alegrar, agora, a tua existência?

É sempre muito bom fazer uma experiência

E outras doces novidades procurar.

 (Mefistófeles - sarcástico trecho de Floresta e Caverna, de Fausto de Goethe).

 

Escrito por Suely Bischoff Machado de Oliveira

Psicóloga CRP 06/8495 pela UNESP

Psico-Oncologista pelo Hospital do Câncer A.C.Camargo

sbischoff@globomail.com

 

 


Autor: Suely Bischoff Machado de Oliveira


Artigos Relacionados


Neida Iasbek Felício

Sol, Sólida Solidão

About Me

As Mães

Theo De Carvalho - Segundo AniversÁrio

Camaleão

ConsciÊncia PolifÓrmica