PASTORES LOBOS EM FORMA DE OVELHA



PASTORES LOBOS EM FORMA DE OVELHA – 28/08/2009

"Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas de meu pastoreio! Diz o Senhor" (Jeremias 23:1). "Tanto o profeta como os sacerdotes estão contaminados; até na minha casa achei a sua maldade, diz o Senhor" (verso 11).

Meu telefone não para de tocar com pessoas perguntando como Deus vê essa crise eclesiástica. As respostas que tenho dado parecem que não são suficientes e jamais será. Com medo e temor de ofender o sagrado ás vezes me recuo nas explicações. Não sou covarde, mas prefiro me aquietar quando se trata de liderança cristã.

O rumo que estão tomando nas nossas lideranças só está nos levando a um poço tão profundo que poderemos ter mais uma geração no deserto por quarenta anos. Caminhamos sem rumo e sem destino. Muitos estão dentro das igrejas sem saber o que estão ali fazendo ou somente porque é bom ser cristão ou em busca de uma conquista, que em muitos das vezes não incluem aquele que dela provem. JESUS CRISTO.

A educação cristã perdeu seu posto em nossos púlpitos que está sendo chacoalhados por campanhas e mais campanhas. Estamos nos tornando o povo pedinte. Fico impressionada com tanto pedidos que fazemos a Deus.Há tantos deles que nem temos noção do que está sendo pedido. Queremos carros importados sem salários para sustentá-los. Queremos a casa no lugar mais caro da cidade sem condições de mante-lá como necessário, o reino de Deus ocupa um lugar meramente secundário. Não sabemos mais pedir a Deus. Não sabemos mais o que é real dentro da fé cristã e o que é ilusão de pessoas orientadas por meros homens a procura de ganhos fáceis e rápidos. A Bíblia diz que não sabemos pedir e não sabemos mesmo pedimos sem orientação. Sem rumo, apenas queremos pedir já que ele dá mesmo (Tiago 4:3). A cruz, o caminho estreito, a servidão a Cristo, o caráter cristão tem sido suplantado pelo desejo de ter, ter, ter apenas. O evangelho da facilidade tem alcançado uma grande penetração em nosso meio cristão. Há hoje uma inversão de valores entre o servo e o senhor. Hoje o servo, julga-se no direito de se sentir senhor a ponto de achar que Deus tem a obrigação de lhe dar tudo quanto é propagado em púlpitos, onde falsos líderes se julgam os donos da fé alheia.

Esse povo de forma a manipulá-los de tal forma que não conseguem ver o erro cometido por outros e por ele mesmo. Ficaremos então com o lado eclesiástico.

Jeremias diz assim: "Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto!" diz o Senhor." (Jeremias 23:1)ai destes que pensam que não foram vistos seus pecados. Que estão livres do olhos dos fieis, mas não livres de Deus que tudo vê.

Quando entro em um templo e começo a observar, pecados ocultos, olhos sendo fechados para não observar mazelas, furtos, pecados sexuais e vários outros. Entristeço-me muito, pois toda congregação sofre, não há um crescimento sadio nos membros, a igreja não cresce em número e qualidade.

Pode até crescer em números por causa do tipo de movimento que se estabelece, mas se estes acabarem a igreja acaba com eles.

Deus continua por meio de Jeremias a exortar os maus pastores dizendo: "Portanto, assim diz o Senhor, Deus de Israel, aos pastores que tomam conta do meu povo: "Foram vocês que dispersaram e expulsaram o meu rebanho, e não cuidaram deles. Mas eu vou castigar vocês pelos seus maus procedimentos", declara o Senhor" (Vv 2)o rebanho do Senhor foi nos dado para ser cuidado, não abusado, torturados por doutrinas falsase não bíblicas. Serem aproveitados com toda sorte de maldades, serem roubados em seus salários e bens adquiridos com suor e muito trabalho.

Se pensarem que Deus nada fará com eles se engana, Ele não está de olhos fechados somente deixando o barco rolar. A hora de cada um chegará onde veremos sua ruína e destruição. "Eu mesmo reunirei os remanescentes do meu rebanho de todas as terras para onde os expulsei e os trarei de volta à sua pastagem, a fim de que cresçam e se multipliquem." (V. 3, 4)

Não podemos mais nos calar diante de tantas atrocidades doutrinárias, não podemos mais nos calar diante de tamanhos pecados cometidos por nossos lideres com desculpas esfarrapadas e a igreja sofrendo com falta de conhecimento sadio de quem realmente morreu por eles.

Desafios, são palavras de ordem presentes em nossas reuniões, quantos tem hoje se perdido em meio a estas palavras, que guiam nosso povo a uma vida utópica, onde uma nova versão do FAZEI PROVA DE MIM (ML 3:10) é ensinado. A nossa fidelidade, entrega nossa tomada da cruz, tem caído fora de uso em detrimento a algo de valor infinitamente menor.

Todo homem que trabalha merece o seu salário, assim como cada liderança deve receber o seu. Mas não é disso que trato, chega de tamanhos horrores financeiros cometidos dentro de cada templo que não tem o Senhor Jesus como Senhor e sim o DINHEIRO.

Até a próxima...

Silvia Letícia Carrijo de Azevedo Sá

leticiacarrijo@oi.com.br

http://www.artigonal.com/find-articles.php?q=silvia+leticia

Ricardo Luiz de matos

matosrl@yahoo.com.br


Autor: Silvia Leticia Carrijo


Artigos Relacionados


BrevÍssimo Poema Do Amor Que Se Foi

O Mistério Indecifrável Da Intermitência

Tua Intenção

Mensagem Para A Paz E Comunhão

Menor E Velho

Não Há Impossível

A Espera (ii)