SOMOS SERES LIMITADOS E ILIMITADOS



SOMOS SERES LIMITADOS E ILIMITADOS

(Autor: Antonio Brás Constante)

 

Somos seres limitados. Nosso espectro de visão é pequeno (muitos não conseguem ver além do próprio umbigo). Nossa audição consegue captar apenas uma pequena faixa de freqüência audível e alguns ainda pioram isso ouvindo “sons” em altíssimas alturas. Nosso habitat é em terra firme, em um mundo envolto por gigantescas poças de água salgada.

 

Necessitamos de ar para viver, algo bem escasso em um universo que se mantém no vácuo, isso sem falar que mesmo a nossa mordida é aproximadamente vinte vezes mais fraca do que a de qualquer aligátor do Mississipi (uma mordida como a deles seria muito útil para mastigar os bifes que são servidos em alguns restaurantes que existem por aí).

 

Mesmo com todas estas limitações, dispomos de algo que nos dá vantagem sobre outras criaturas conhecidas, algo que chamamos de: criatividade. As coisas que o ser humano inventa, podem ser desde uma simples desculpa para seu chefe, esposa, ou mesmo para não precisar emprestar dinheiro para seu cunhado, até novas formas de se observar o universo micro e macro que nos rodeia e se desvenda como uma striper diante de nossos olhos.

 

A criatividade cria livros, fazendo com que autores troquem tempo por palavras, formando inclusive “pérolas textuais”, como a que está sendo devorada por seus olhos neste instante. Cada limitação que enfrentamos gera em nossas mentes um jeito novo de superar obstáculos, fluindo como água em meio aos rochedos.

 

Criamos armaduras para nos proteger do frio e do fogo, do mesmo modo que desenvolvemos nossa personalidade para suportar derrotas e decepções. Muitas vezes falhamos, e temos o livre arbítrio de parar ali e enfrentar os ônus da derrota, ou continuar (se for possível), para alcançar os bônus da vitória.

 

Devemos procurar sempre encarar as coisas com um foco positivo. Pensando dessa forma poderemos notar que a dona evolução procurou ser generosa conosco, transformando o limão dos primórdios de nossa existência, nesta atual limonada na qual nos encontramos.

 

Pena que nem todos parecem ter realmente evoluído, e tentam azedar a vida, pondo pimenta nos nossos olhos dizendo que é refresco. Podemos notar, por exemplo, que existem cérebros talhados em sua essência com uma mentalidade digna de decrépitos parasitas, atuando no mundo da política. Por outro lado, alguns nadadores olímpicos parecem ter conseguido manter suas nadadeiras de peixe.

 

Enfim, evoluir consiste principalmente em amestrar o macaco que existe em cada um de nós, para que possamos desenvolver as asas que ainda faltam em nossa consciência, e assim chegar ao paraíso que poderia existir ao nosso redor, e para tornar isso possível, bastaria apenas que passássemos a agir verdadeiramente como seres humanos.

 

NOTA DO AUTOR: Os amantes da leitura agora dispõe de um excelente portal chamado: www.skoob.com.br, funciona como uma rede social (tipo orkut), mas com ferramentas de leitura, tipo: Estante virtual para cadastrar seus livros, histórico de leitura, resenhas, etc. Quem quiser participar vai encontrar por lá o meu singelo livro “Hoje é seu aniversário”, não esqueçam de adicioná-lo em suas estantes, ok? Quem quiser também pode me pedir uma cópia em PDF do livro, ou para fazer parte de minha lista de leitores, que recebem semanalmente meus textos, para isso basta enviar um e-mail para: [email protected]

 

SOBRE O AUTOR: Antonio Brás Constante se define como um eterno aprendiz de escritor, amigo e amante da musa inspiração. Lançou recentemente o livro: “Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE”, disponível pela editora AGE (www.editoraage.com.br).

 

Site: recantodasletras.uol.com.br/autores/abrasc

 

SUGESTÃO: Divulgue este texto para seus amigos (vale tudo, o blog da titia, o orkut do cunhado, o MSN do vizinho, o importante é espalhar cada texto como sementes ao vento). Mas, caso não goste, tenha o prazer de divulga-lo aos seus inimigos (entenda-se como inimigo todo e qualquer desafeto ou chato que por ventura faça parte de um pedaço de sua vida ou tente fazer sua vida em pedaços).

 


Autor: Antonio Brás Constante


Artigos Relacionados


A Chave Da Felicidade

A ExtinÇÃo Da Fauna

Saudade (poesias)

Avis Rara

Ipanema

Versos No Universo

Novos Tempos