Produto ideal não existe



Se você está á procura de clientes para os quais o seu produto se adeque perfeitamente, lamento dizer que seus dias como vendedor podem estar contados. Aliás, se você tivesse o produto ideal, perfeito em todos os sentidos, ele seria sucesso de vendas e não precisaria de você para o vender. Pensar como vendedor é pensar que o seu produto não tem de ser “o melhor”, mas que você deve torná-lo “o melhor” aos olhos do cliente.

É ilusão achar que seu produto irá atender a todas as necessidades do cliente, tais como preço, qualidade, formas de pagamento, prazo de entrega, durabilidade. Nenhum produto faz isso, nem o seu nem o do concorrente!

É importante saber o que o produto concorrente pode e o que não pode fazer pelo cliente, não para ter uma dimensão clara dos pontos em que o seu produto é melhor. Porém, o que fará a diferença na hora de o cliente decidir-se pela compra será o seu poder pessoal de motivação e persuasão.

 
Vejamos esta parábola que ilustra bem o nosso dia-a-dia!

Certo dia um avião, com um japonês e um alemão ao sobrevoar uma mata, começa a ter problemas e entra em pane geral. Os dois passageiros pegam imediatamente seus pára-quedas e saltam do avião, a fim de evitar uma colisão fatal.    Ao chegarem seguros ao solo, percebem que um leão faminto os espera, e que se nada fizerem, serão o provável almoço. O alemão fica desesperado, enquanto o japonês abre sua mochila e começa a vestir uma sapatilha especial para corredores.     O alemão fica perplexo e diz:
 Meu amigo Japonês, você acha que este sapato fará você correr mais do que um leão ?    O japonês calmamente termina de calçar a sapatilha e responde:    - Não preciso correr mais que o leão, mas sim correr mais que você.     Podemos tirar várias lições desta pequena fábula, uma delas está no fato de muitas vezes erroneamente querer concorrer com todo mundo sendo o mais prudente concentrar forças para vencer nosso verdadeiro concorrente.    Precisamos saber o alvo certo, e fazer uso da melhor arma 
possível no momento de decidir.     Devemos atender cada dia melhor nossos clientes, buscando no cotidiano não apenas atendê-los, mas sim surpreendê-los, afinal um indivíduo bem atendido divulga para outras 5 pessoas, enquanto uma pessoa mal atendida, espalha para 20.    Fale, mostre, e enfatize seus diferenciais perante sua clientela, pois se não o fizer, será o mesmo que "piscar no escuro", ou seja você sabe que está fazendo, mas ninguém mais sabe.    Procure também saber os pontos fracos de seu real concorrente, assim suas ações podem ser direcionadas e os resultados poderão crescer mais rapidamente.

Pense nisto!! Mais sucesso a todos!

 

Cláudio Donato - Presidente Prudente-Sp

Brasileiro, casado, 40 anos, graduado em Gestão de Negócios, aluno do curso de MBA de Marketing e Gestão de vendas.

E-mail cláudio.donato@click21.com.br

 

 

 


Autor: Claudio José Donato


Artigos Relacionados


Avis Rara

Um Presente Especial

Vida (poesias)

Como Ganhar Almas

Cidade Mineira

A Chave Da Felicidade

Quer Namorar Comigo?