USO DA INTERNET COMO AMBIENTE MEDIADOR E ARTICULADOR DA APRENDIZAGEM EM GEOGRAFIA E HISTÓRIA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL



RESUMO: Este trabalho constitui um ensaio teórico e de reflexão sobre as atividades parciais do Projeto uso da Internet como ambiente mediador e articulador da aprendizagem em geografia e história nos anos iniciais do ensino fundamental, vinculado ao Programa PROLICEN da Universidade Federal da Paraíba. Trata-se de utilizar as potencialidades da Internet como recurso didático e instrumento pedagógico com ênfase na inovação pedagógica nos campos das disciplinas Geografia e História. O Projeto tem como objetivo, aplicar os conhecimentos veiculados pela Internet, orientando os alunos para a importância e contribuição do uso desta na educação, no desenvolvimento da aprendizagem e na obtenção de informações, levando-os a desenvolver o interesse pela pesquisa da História e da Geografia, no Ensino Fundamental. A metodologia utilizada consta de levantamento bibliográfico, visitas a escolas, reunião com direção, sessões pedagógicas com os professores para definição dos conteúdos e ações a serem executadas segundo suas necessidades pedagógicas e dificuldades de acesso ao computador e a Internet e oficinas pedagógicas. Após este momento e de acordo com os programas das disciplinas estão sendo trabalhados eixos temáticos que fazem links da Geografia com a História, usando a Internet para estudos e pesquisas associados aos conteúdos e metodologias de ensino das disciplinas. Estão sendo desenvolvidas oficinas temáticas e acesso a softwares pertinentes aos temas estudados. Como resultados parciais percebe-se o interesse dos alunos pelas ferramentas de busca de informação sobre os conteúdos trabalhados e as ações educativas aplicadas em aula, estimulando-os ao uso da Internet como mediadora do ensino aprendizagem. Além disso estão entendendo que o ensino e aprendizagem com tecnologias apropriadas contribui para desenvolver sensibilidade frente aos problemas ambientais, históricos, humanos e as novas técnicas de se analisar a História e a Geografia no Ensino Fundamental. Palavras-chave: Internet, Educação, Aprendizagem.

I – Introdução

Com as mudanças das práticas econômicas e as redefinições do panorama geopolítico na década de 1980, teve início um processo que se chamou de globalização, cujos efeitos se fizeram sentir na concepção de sociedade.

Esse processo ocasionou avanço nas tecnologias da informação e da comunicação, levando os sujeitos sociais a aquisição de novos hábitos, valores, conhecimentos e formas de pensar.Tais fatos vêm repercutindo no contexto educacional, vez que a escola como única detentora de todas as formas de conhecimento, tem como base novas formas de desenvolver ações educativas apropriando-se da tecnologia e da comunicação no processo ensino aprendizagem.

Neste cenário, os professores são desafiados a otimizar ações tanto no campo da formação, como no campo do ensino e como na articulação lógica de um conjunto de competências que garanta-lhes exercício profissional eficiente.Para tanto, faz-se necessário atualizações permanentes, pois de acordo com Esteban et al (2001) nos cursos de formação de professores, as disciplinas teóricas são descontextualizadas e contribuem pouco para a reflexão sobre o processo de ensino-aprendizagem e também sobre as relações entre a prática pedagógica e o contexto social.

Além disso, a existência desse processo de segmentação que se inicia com as disciplinas teóricas, passando posteriormente para as disciplinas ligadas à prática e finalmente o estágio colocado no final do curso como o momento de treinamento para a ação docente, tem se mostrado insignificante.

O resultado é que os conhecimentos teóricos fragmentados com as práticas em geral requer mudanças relacionadas com a preparação de professores no sentido de que sejam:

[...] profissionais reflexivos que desempenham importantes papéis na determinação do que acontece em suas salas de aula e escola e na tomada de responsabilidade por seu próprio desenvolvimento profissional (ESTEBAN, et al., 2002,).

A partir desta perspectiva a prática reflexiva diz respeito ao processo de compreensão e aperfeiçoamento do próprio ensino do professor permeada pela vivência cotidiana como atividade inerente ao exercício de suas práticas de ensino e pesquisa dentro dos novos paradigmas tecnológicos.

Na visão de Greden & Franco (2008) tal reflexão deve transcender os aspectos da sala de aula e conteúdo para focar os princípios éticos e políticos da sociedade. Nesse sentido, as práticas pedagógicas dos professores então sendo influenciados para alterações que demandam novas abordagens teóricas e metodológicas capazes de conferir sentido a um mundo efêmero, descontínuo e caótico (LEÓN, 1999).

Nesses termos a internet pode ser utilizada como ferramenta mediatizadora da construção do conhecimento crítico e reflexivo, capaz de estabelecer uma relação dialógica e de troca de saber entre os alunos.

A utilização da Internet como disseminador de conteúdos e informações dispõe de novas linguagens e práticas educativas para serem otimizadas no Ensino Fundamental.

Nesta lógica as inovações tecnológicas da informação e da comunicação, configuram-se como interfaces entre o conhecimento do senso comum, o conhecimento acadêmico e o conhecimento escolar, ao mesmo tempo estabelecendo a articulação entre estes. Entretanto, registra-se a necessidade de habilidades básicas por parte dos professores para uso da Internet como ferramenta de busca, correio eletrônico e análise da Internet como recurso educativo. Desta forma a Internet proporciona a exploração de Sites, transmiteinformações é uma comunidade reflexão, fonte de recursos e espaço para colaboração. Daí justifica-se sua importância como uso educativo.

O presente texto está estruturado nos seguintes itens: Breve histórico da Internet, Importância da Internet na educação, Uso da Internet no ensino de Geografia e História no Ensino Fundamental, considerações gerais sobre o projeto, descrição metodológica, resultados parciais e conclusões.

2- Breve histórico da Internet

A Internet surgiu a partir de projetos e pesquisas militares nos períodos áureos da Guerra Fria, pelo departamento de defesa dos Estados Unidos. Na década de 60, quando dois blocos ideológicos e politicamente opostos, exerciam enorme controle e influência no mundo, qualquer construção, inovação ou ferramenta nova, poderia contribuir nessa disputa liderada pela União Soviética e por Estados Unidos. As duas superpotências compreendiam a eficácia e necessidade dos meios de comunicação, para seus progressos mediante esta disputa, por ser de certa forma, mais rápido e eficaz. Dai por diante, foram surgindo às inovações tecnológicas dando cada vez mais eficácia, ao uso e disponibilidade da mesma em todo mundo.

Aos poucos, a Internet foi se tornando um veículo de informações e conhecimentos mundialmente. Nesse sentido, cabe destacar que elaassume cada vez mais uma função transformadora, onde a coresponsabilização dos indivíduos, torna-se um objetivo essencial para promover um novo tipo de conhecimento e informações eletrônicas. Cabe destacar, que a estaatualmente, não pertence a uma única pessoa ou empresa, sabemos que os únicos bens a possuir são os fios e enlaces de comunicação que transportam bits e bytes de uma redá para outra.

No Brasil, os primeiros embriões de rede surgiram em 1988 e ligavam universidades do Brasil a instituições nos Estados Unidos. No mesmo ano, o Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas-Ibase começou a testar o ALTERNEX, o primeiro serviço brasileiro de Internet não-acadêmica e não-governamental, só em 1992 foi aberto ao público. Porém, sabemos que atualmente a maioria das residências brasileiras possui no mínimo um computador conectado aos serviços da mesma. A partir daí e com as transformações que vêm ocorrendo nos sistemas educacionais, o conhecimento sempre implica em informação, desenvolvimento de habilidades cognitivas e o trabalho colaborativo orientado para a melhoria da qualidade da educação, proporcionando ambientes de aprendizagemque utiliza sistema de comunicação mediada por computador e pelos meios aberto das redes informáticas, especialmente da Internet hoje disponível e acessível na Internet.

3- Importância da internet na educação

Devido ter uma estrutura de comunicação onipresente, qualquer um se comunica de qualquer lugar para qualquer lugar. Por este pretexto deve-se dar importância ao uso da Internet com informações disponíveis e visualizadas com clareza, sem contar na redução no tempo de configuração e atualização dos sistemas, pesquisa , informações, redução de custos de documentação, compartilhamento de recursos e habilidades. Além disso, estão disponíveis na rede eletrônica, as ferramentas de buscas como: Cadê (www.cade.com.br), Alta vista (www.altavista.com), Google (www.google.com), Miner (miner.bol.com.br), AlltheWeb (www.alltheweb.com) entre outros, que de qualquer computador conectado a Internet possibilita acesso.

Por conseguinte a literatura aborda a necessidade de mudança da escola quando trata sobre a educação divulgada na mídia educativa brasileira. Todavia, usar a TV e computador na escola constitui um permanente desafio por escolher interpretar e integrar a massa de informações oferecidos por esses recurso.Com isso, as práticas pedagógicas das escolas estão sendo repensadas sob um novo paradigma a partir do uso da Internet na educação, especialmente no ensino fundamental.

Na educação a comunicação através da Internet pode ocorrer entre professores e alunos, entre professores e entre alunos de uma mesma escola, ou envolvendo outras instituições de ensino, até de outras cidades e países. Um grande número de recursos informacionais está disponível na Internet, esses serviços podem servir tanto como subsídios à pesquisa, quanto como canais de comunicação, por exemplo: correio eletrônico, listas de discussão, fóruns eletrônicos, conferência em linha, comunicação instantânea, etc.

Atualmente, uma das formas de comunicação na Internet mais utilizadas pela comunidade escolar é a pesquisa orientada pelo professor, o estudo de softwares e o correio eletrônico, o qual pode ser usado para solucionar dúvidas, fornecer orientações adicionais, etc. São inúmeras possibilidades de ações educativas que poderão ser desenvolvidas através dos mecanismos de busca. Porém, o livro didático continua como um referencial pedagógico ainda bastante usado no processo ensino-aprendizagem.

4-Uso da internet no ensino de Geografia e História no Ensino Fundamental

Para o ensino de História e Geografia utilizando as informações educativas numa visão de interdisciplinaridade e especificamente em cada disciplina, existem vários sites educativos como enciclopédias, Atlas, softwares que oferece informações sobre a formação da Terra, além de imagens sobre clima, urbanização, áreas devastadas pelo homem, sem contar a imensa quantidade de informações contidas na internet que interferem diretamente na vida das pessoas. São aplicativos educativos que levam as crianças a pesquisarem diversas regiões, culturas, imagens, história local e global, museus entre outros. Esta prática deveria ser mais presente nas escolas, visto que a utilização da informática nas práticas educativas escolares, especialmente no ensino de História e Geografia nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental, constitui uma alternativa de trabalhar com métodos transdisciplinares, possibilitando maior interatividade entre professor e aluno (DANTAS, 2009).

Existe já no Brasil o Programa Nacional de Informática em Educação (PRONFO) da Secretaria de Educação a Distância (SEED) do MEC, priorizando o uso do computador em sala de aula com o objetivo de inovar as práticas pedagógicas e consequentemente o uso da internet no Ensino Fundamental é um exercício de aprendizagem em que os alunos são orientados pelo professor sobre a tecnologia de busca de informação e de gestão desta informação a exemplo da web internet e bases eletrônicas de dados. Contudo, o professor deverá incorporar na sua proposta de trabalho os eixos temáticos e atividades que serão trabalhadas nas aulas, permitindo assim uma associação rápida dos aspectos pedagógicos a serem estudados e pesquisados.

5-Descrição metodológica:

Para sua execução realizou-se os seguintes procedimento metodológicos:Levantamento bibliográfico, elaboração de um Plano de Trabalho resultante das discussões realizadas nas reuniões de coordenação do Projeto e sua respectiva operacionalização. Em seguida foram otimizadas visitas às escolas, para definir segundo as necessidades reais para viabilizar o Projeto como: laboratórios de informática, inserção das atividades do Projeto no planejamento das disciplinas na escola e segundo o calendário escolar pedagógico.

Com tal procedimento, foi selecionada a Escola Municipal Olívio Ribeiro Campos, localizada no município de João Pessoa, envolvendo alunos (as) do Ensino Fundamental, dos 3º, 4º e 5º anos, num total de 40 (quarenta) alunos do turno da manhã, que participam do projeto no horário da tarde, portanto oposto às aulas diárias. O referido projeto começou a ser executado no mês de setembro com término previsto para dezembro de 2009. No momento seguinte realizou-se reunião com direção, sessões pedagógicas com os professores para definição dos conteúdos e ações a serem executadas no Projeto segundo suas necessidades pedagógicas e dificuldades de acesso ao computador e a Internet.

Apos reunião com equipe pedagógica realizou-se o primeiro encontro com os alunos, no qual foi apresentado o Projeto, o contrato de convivência e as atividades a serem desenvolvidas pelo Projeto, sendo este finalizado com uma dinâmica de grupo.

O contrato de convivência destaca os seguintes itens:

-Quem somos nós;

-Vamos procurar obter uma boa convivência com nossos colegas;

-Vamos sempre deixar o ambiente limpo e bem cuidado;

-Vamos cuidar bem dos nossos computadores;

-Vamos prestar muito atenção às atividades;

-Prometo fielmente desenvolver um bom trabalho, seja individual ou em grupo;

-Comprometo-me ir ate o fim do projeto, para que no futuro eu possa dar continuidade às atividades do mesmo nesta Escola.

Havendo assim, diálogo no grupo sobre o contrato, logo os alunos concordaram e compromissaram-se com o Projeto e suas atividades semanais. A primeira atividade a ser desenvolvida, teve como tema para reflexão e pesquisa a História da Internet queaconteceu no laboratório de informática da escola. A atividade teve como objetivo, refletir o desenvolvimento e evolução da Internet desde sua criação ate os dias atuais, abordando os seguintes pontos:

-Onde surgiu a internet;

-Qual o objetivo primordial da criação da mesma;

-Quando surgiu no Brasil;

-Nos dias atuais no Brasil e no mundo, como anda o uso da internet.

-Como usar a internet no Ensino Fundamental como ambiente mediador e articulador da aprendizagem em Geografia e História.

Já na segunda atividade com acontecimento também no laboratório de informática da escola, com tema referido a Biblioteca Digital, com objetivo de pesquisar e descobrir, destacando as seguintes questões:

-O que é Biblioteca Digital;

-Como utilizá-la;

-Quais suas vantagens e desvantagens;

-Quem pode usar a Biblioteca Digital;

-Cuidados ao navegar na Biblioteca Digital;

-Utilizando a Biblioteca Digital.

Na terceira atividade, foi desenvolvido um passeio virtual, com objetivo de incentivar a pesquisa de História e Geografia de uma forma mais relevante no meio escolar, no qual teve como prioridade a pesquisa sobre:

-Caatinga brasileira;

-Cerrado brasileiro;

-Litoral brasileiro;

-Museu do homem;

-Forte de Santa Catarina/PB;

No momento os alunos estão trabalhando com o software Google Earth com o tema sustentabilidade nos três níveis de ensino para apresentação via Internet pelos alunos do Projeto na feira de ciências da Escola. As próximas atividades do Projeto a serem realizadas constarão das seguintes: Oficinas pedagógicas sobre Atividades lúdico-pedagógicas com aulas expositivas dialogadas e simulação dos temas em Geografia e História utilizando computador; Atividades de pesquisa através da Internet utilizando os temas propostos do Plano de Trabalho do Projeto, como motivação no resgate do interesse do aluno pelas disciplinas do ensino fundamental; e avaliação.

Por fim, é evidente que o uso da informática educativa em laboratório na escola e até mesmo fora dela, resulta numa conexão da sala de aula com o mundo exterior. Gil (2008) chamou de artefato como método para ampliar a capacidade de ensinar.

6-Resultados parciais:

Está sendo observado durante as atividades do Projeto, o comportamento dos alunos nas atividades educativas realizadas no laboratório de informática em que eles têm demonstrado interesse e motivação pelos temas e sua adequação às abordagens trabalhadas via Internet;

A discussão dos temas que integram os programas das disciplinas em consonância com o trabalho dos professores tem proporcionado experiências e desempenho dos alunos na construção dos seus conhecimentos, mediante tratar-se de uma atividade inovadora na forma com que são trabalhados os conteúdos das disciplinas Geografia e História;

Constatou-se que os programas educativos desenvolvidos com os alunos usando a Internet como mediadora na associação dos conteúdos e metodologia de ensino, têm proporcionado mudanças no comportamento dos alunos com tendência para uma postura comprometida com a formação de cidadãos, tendo boa relação com os colegas, realização de experiências e atividades pedagógicas diferentes e com liberdade de aquisição de saberes segundo seus interesses.

7-Conclusão:

Pelos achados preliminares do Projeto depreende-se que a Internet no ensino de Geografia e História é um instrumento tecnológico para as atividades docentes, como meio de intervir na realidade estimulando o pensamento crítico do aluno do ensino fundamental para os desafios do mundo contemporâneo entre sociedade estruturas políticas econômicas atuais. De outra parte essa prática profissional de produção de saberes requer do professor capacitação para atuar nesta perspectiva dando uma visão geral dos trabalhos suas bases contextuais e teóricas e os contextos sociais nos quais eles se inserem. Para tanto é necessário que o professor realize buscas com informações, recursos didáticos, metodologias e ações educativas orientadas por uma proposta de trabalho capaz de associar tais recursos do livro didático a Internet.

8-REFERÊNCIAS

A Internet como fonte de pesquisa para o ensino Fundamental e médio por Cassia Furtado.CRB-13/310. Disponível em:http://dici.ibict.br/ archive/ 00000692/01/ T033.pdf.

DANTAS, Avani Lucia. O uso da internet como ambiente mediador e articulador da aprendizagem de geografia e história nos anos inicias e finais do ensino. João Pessoa: Projeto PROLICEN, DME/CE/UFPB, 2009.

ESTEBAN, Maria Teresa et al. Professora Pesquisadora uma práxis em Construção. Rio de Janeiro: Ed. DP&A, 2002.

GREDEN, Evandro; FRANCO, Maria Amélia Santoro. Questão de Método na Construção da Pesquisa em Educação – Docência em formação e saberes pedagógicos. São Paulo: Cortez, 2008.

GIL, Antonio Carlos. Didática do Ensino Superior. São Paulo: Atlas S.A, 2008.

Artigo Clima do Brasil, por JÚNIOR, Hélio.Disponível em:

www.brasilescola.com/imagens/caatin4.jpg.

LEON, Adriano de. Produção digital: a pós-modernidade e as mudanças no campo da produção. João Pessoa: In: Revista Produção e Sociedade – PPGEP, nº 3, 1999.


Autor: Edinete Lima