Monografia para você!



... para confirmar todo o negócio; o homem descalçava o sapato e o dava ao seu próximo...
(Rute 4:7)

Para tentar responder uma pergunta feita pela Laís, escrevi este artigo.

Laís Charret Magalhães
Olá Gilberto, sou a Laís, acabei de me cadastrar, estou precisando de uma ajuda para fazer minha monografia. Eu estou cursando o 5° período de Administração de Empresas, na Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora, Macaé, Rio de Janeiro.Tenho que fazer a introdução da minha monografia mas estou com dificuldades...

Meu tema: Motivação e Desempenho: Aspectos motivacionais que influenciam a melhoria do
desempenho nas empresas offshore que compõem a Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás
em Macaé.

Vou começar falando sobre a importância da Petrobrás para o crescimento de Macaé e as dificuldades que também trouxe para a cidade, esse é texto que o professor quer.
Me cadastrei, pra ver se consigo alguma ajuda! :)

Cara Laís:
Obviamente, a introdução de uma monografia é um resumo que deve ter como meta, a motivação para que o leitor sinta vontade de prosseguir com a leitura de um texto. Como sugestão sugiro que você observe as fases:

1. Motivação
2. Pesquisa
3. Bibliografia
4. Apresentação
5. Texto

1. Motivação

Dizem os entendidos, que o ovo de pata, além de ser mais volumoso, supera os da galinha em propriedades e sabor. Qual é então a razão do seu baixo consumo? A principal resposta encontrada foi: motivação. Enquanto uma produz em silêncio, a outra cacareja simpaticamente anunciando sua imperdível oferta.

Todas as pessoas que entenderam ser a monografia um saco, compilaram um monte de baboseiras copiadas da Internet, pagaram para “monografeiros” e tiveram evidentemente uma imensa dificuldade em conseguir uma formatura decente. É uma pena que isso aconteça e é, justamente para inibir esse comportamento, que os professores, escolhem temas quase sempre inéditos. É excelente a idéia desses fantásticos educadores, pois evita a “idiotização” dos formandos e o aproveitamento de espertos que tentam negociar a autoria de trabalhos. Afinal quem é bobo para querer “ralar”?

2. Pesquisa
Ainda bem que o Professor exige a fonte. Cuidado com blogs desconhecidos e enciclopédias anárquicas do tipo wiki. Procure examinar a procedência das informações e confirme. Uma ida até a biblioteca, é também muito aconselhável. Outro dia tentei, me aprofundar na história das 1001 Noites e a decepção foi horrível. Não sabia quem estava com a verdade. Minha investigação revelou o mistério, quando em uma livraria, a literatura confiável e segura exibia a verdade para o que buscava.

3. Bibliografia
"Cuidadaço"! Seu professor pode ter aversão aos autores que você houve por bem consultar. Opte por conversar com seu professor. Examine seu orkut e perceba suas preferências, Procure promover um encaixe semelhante ao jogo Lego, onde cada peça se junta com perfeição. Lembre-se que embora a monografia leve seu nome, na verdade ela é escrita a 4 mãos: você e seu professor. Aja o tempo todo em concordância com quem lhe ajuda e terá da pessoa um auxílio extraordinário.

4. Apresentação
Evite se limitar a fazer uma apresentação com os "templates" padronizados que o PowerPoint disponibiliza. Poupe-se também de colocar desenhos mal feitos e gráficos que você não tenha pleno domínio. Noventa e nove por cento das apresentações que vejo são horríveis. Mau gosto e falta de esmero é o que “rola” no mercado.

4.1. Pesquisa
Procure no google assim: monografias ppt. Faça o "download" delas e tenha uma noção de como poderá dispor de algo realmente apresentável, que a possa inspirar a fazer um trabalho sério.

4.2 Montagem
Monte três tipos de apresentação com “lay-outs” distintos e analise seu trabalho, elegendo o melhor.

4.2.1 Ajuda
Chame a família e mostre o que fez. Depois apresente aos amigos e peça sugestões.

4.2.2 Ajustes
Reunidas as sugestões e críticas do pessoal. Faça as modificações necessárias. Concluída essa parte, que tal outro conclave para que opinem de novo?

4.3 Entrega
Se quando você for entregar o trabalho, seu professor disser que é uma vergonhosa lixeira de textos, seja humilde. É o primeiro teste que o professor faz para preparar o aluno para o mercado de trabalho. Não se iluda, a crueldade inunda os escritórios. Tenha preparo e seja culta. Grude-se ao professor e se surpreenderá quão bacana a pessoa é. O maior desejo do professor dificilmente se realiza. Ele sente saudade dos alunos e gostaria de ter notícias deles, saber se seus ensinamentos geraram frutos. Já vi carrancudos professores chorarem ao receberem e-mails de alunos contando sobre seu sucesso.

5. Texto
Você fez a apresentação. Agora vá ao texto. É uma luta mesmo: 80 a 120 páginas, às vezes um pouco mais. Você pode dizer:

-- "Woloco", o cara primeiro faz a perfumaria e depois é que prepara o mais difícil, o que está acontecendo? O sujeito "emburreceu" ou eu sou inteligente demais?

É relativo, respondo. Veja como seu professor gosta de atuar e construa a peça junto com ele. Não se desvincule desse propósito: é você e ele. É lógico que ele vai fazer de conta que não está interessado. Tenha misericórdia, ele está louco para lhe ajudar mas precisa testar sua paciência. Estude pra valer. Se você tirar 10 vai ser um show de bola. Tem até comunidade no orkut: “Eu tirei 10 na monografia”.

Agora nessa parte Laís, você talvez fale:

-- outra vez o cara inverteu as coisas. Logo onde precisava de mais detalhes ele faz um "resuminho" mixuruca. Qual será dessa vez a justificativa?

-- Posso esclarecer? Tenho dois motivos. O primeiro foi uma visita.

-- Severino Honorato, poeta, escritor dos descamisados, estava batendo à porta. Estava vindo me apresentar seu novo livro: “Don Severo em 4 tempos”. Com jeito muito modesto e de uma humildade do Sri Lanka disse:

-- Meu amigo Gilberto. Eu queria tanto ter estudado em uma faculdade. Até agora não pude por falta absoluta de recursos. Evidentemente a vida ainda não acabou e, é claro vou fazer uma. Meu sonho é receber do professor a incumbência de escrever aquele texto lindo que o universitário precisa para receber o diploma. – E continuou:

-- Enquanto isso não acontece, ofereço meu livro “Don Severo em 4 Tempos” como sendo:
Monografia para você!

-- Gilberto? Não esqueça de dizer o outro motivo. – o leitor pode insistir. E eu completo a resposta.

-- Meu segundo motivo, é não privar o professor da alegria de orientá-la no preparo da mais excelente Monografia para você!


--------------------------------------------------------------------
Escrito por:
Gilberto Landim


Palestrante
palestrante@vendasplus.com.br
http://www.vendasplus.com.br
http://gilbertolandim.blogspot.com/
Autor: Gilberto Landim


Artigos Relacionados


Chifrada Plus

Como Fazer Uma Monografia

A MissÃo Do Professor No Ensino Da Leitura

Respeitar Os Professores



Querido Professor

Os 7 Mandamentos Para Se Escrever Bem E Eficazmente!