FORMA플O CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCA플O INFANTIL



FORMA플O CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCA플O INFANTIL

Por: Sonia das Graas Oliveira Silva

RESUMO

evidente a necessidade de aperfeioamento constante, permanente, visando preparar os profissionais de educa豫o e automaticamente melhorar o atendimento s crianas de zero a seis anos. Para enfrentarmos os desafios da sociedade globalizada no podemos abrir mo de valores de solidariedade e constru豫o coletiva, preciso lutar contra os erros e a excluso com intuito de construirmos juntos um novo futuro. Para isso necessrio muito empenho dos governos, elaborando uma poltica global de forma豫o elevando os nveis da forma豫o inicial, condi寤es de trabalho, carreira e forma豫o continuada.
H necessidade de se vencer a distncia entre a realidade da escola e o contexto social, visto que a forma豫o docente acompanhada de treinamentos e reciclagens est sendo implantada de diversas formas, revelando um contraste entre os recursos despendidos para esta forma豫o e a pouca altera豫o na prtica docente e aprendizagem do aluno.
Autores apontam falhas na escola caso no se renove os cursos de forma豫o de professores. E afirmam que o professor primrio formado em regime de treinamento em servio, em nvel superior, ser o melhor mestre da prtica de ensino nos cursos normais.
Os contedos, as habilidades didticas e a competncia poltica so as trs dimenses das quais se deve partir para a prepara豫o dos profissionais da educa豫o. Outros autores consideram que boa parte dos problemas relativos forma豫o do educador no Brasil, no depende de grandes formula寤es tericas, sendo questes prticas dependem somente de vontade poltica. So muitas as idias, mas poucas se tornam realidade.
Existe um abismo entre a prtica docente na escola e o saber produzido pela pesquisa, pelos novos conhecimentos sobre a educa豫o.
Linhares (1996) destaca a irnica realidade de um pas que tem mais de seis mil disserta寤es de mestrado e no consegue despertar do pesadelo de conviver com 뱔ma escola pblica que se esvai. (p.143)
Refazer a profisso docente e no somente melhor-la, este o desafio da forma豫o continuada. Neste processo esto os saberes produzidos na academia e os saberes e experincias acumulados pelos professores. Devemos incutir nos profissionais a crena de que vale a pena investir na forma豫o em servio.
Conclui-se que a forma豫o continuada, a educa豫o em servio prtica social, dever de Estado e direito dos profissionais, passando tambm pelas institui寤es particulares de ensino.
Para valorizar os conhecimentos que as crianas possuem garantindo a aquisi豫o de novos conhecimentos, necessrio que o profissional reconhea as caractersticas da infncia. A forma豫o continuada precisa salientar a dimenso cultural da vida das crianas e adultos, de maneira que as crianas aprendam com a histria vivida pelos mais velhos e estes vejam a criana como sujeito histrico, social e cultural.









REFERNCIA BIBLIOGR핮ICA:

MELO, Dinor Machado; SOUZA E MELLO, Maria Lcia de; CARVALHO, Maria Cristina. Forma豫o continuada de profissionais da educa豫o infantil: dos fios da histria aos desafios da prtica.
Autor: SONIA DAS GRAAS OLIVEIRA SILVA


Artigos Relacionados


Apresenta豫o Do Cefapro

Forma豫o Continuada De Professores: Perspectivas E Vicissitudes

Forma豫o De Professores E Saberes Docentes: Um Bem Necessrio Modalidade Da Ead?

Tecendo Saberes E Fazeres - Desafios Para Uma Prtica Educacional Inclusiva

A Forma豫o Continuada De Professores Frente Aos Desafios Da Prtica Da Incluso De Alunos Com Necessidades Educacionais Especiais

Forma豫o Inicial E Continuada De Professor: E Um Currculo De Ensino Prprio Para A Educa豫o De Jovens E Adultos, Como Fazer Essa Interface?

A Forma豫o Descontinuada