resumo do livro: Escola e Democracia



Escola e democracia é uma obra pedagógica de Demerval Saviani, onde logo no inicio o autor levanta questões de dois grupos antagônicos. O primeiro grupo (teorias não-críticas, classificadas como a pedagogia tradicional, a pedagogia nova e a pedagogia tecnicista) entende ser a educação um instrumento de equalização social, portanto, de superação da marginalidade. No segundo grupo (Teorias critico-reprodutivistas subdivididos em Teoria de Sistema Enquanto Violência Simbólica, teoria da Escola Enquanto Aparelho Ideológico do Estado (AIE) e Teoria da Escola Dualista) entendem ser a educação um instrumento de discriminação social, logo, um fator de marginalização.
Saviani frisa os insucessos da escola tradicional e a escola nova ao redor das décadas de 60/70. As teses tradicionais e novista centradas no professor ou no aluno como principais pelo ensino-aprendizado não deram resultado. Também são analisadas algumas características especificas das teorias educacionais, onde Saviani afirma que a teoria tradicional surge historicamente com o interesse de superar o antigo regime, baseado nas conquistas da Revolução Francesa.
No capítulo da teoria da curvatura da Vara, Saviani justifica um processo de tentativa de ajustes da educação, onde afirma que quando mais se falou em democracia no interior da escola, menos democrática foi a escola e de como, quando menos se falou em democracia, mais a escola esteve articulada com a construção de uma ordem democrática.
Saviani mostra neste trabalho que a educação e política são idênticas, mas de práticas distintas, dotadas cada uma de especificidade própria. Enquanto na educação objetiva-se convencer, na política o objetivo é vencer.
Escola e democracia é uma obra pedagógica onde Saviani objetiva uma busca do equilíbrio ideal para a máquina político-educacional. Onde a política e educação podem coexistir pacificamente, respeitando as suas diferenças.
Autor: Eva Coutinho Matos Santana