Eletricidade Atmosférica



Jairo Augusto Nogueira Pinheiro
Meteorologia ? UFPa

Resumo

Estudos sobre Descargas Elétricas Atmosféricas (relâmpagos), despertam interesse devido ao fato destas causarem diversos prejuízos materiais, da ordem de milhões de dólares, devido a colapsos ou desligamentos na rede de distribuição de energia elétrica, incêndios em florestas, residências, reservatórios, acidentes na aviação e em embarcações marítimas, acidentes nas torres de poços de petróleo, indústria espacial, danos aos sistemas de telefonia e de telecomunicação, campos e prédios, fatores estes que podem finalizar em mortes de seres humanos e de animais.
Assim, estudos sobre Descargas Elétricas Atmosféricas (relâmpagos) são relevantes, visto a gama de aplicações que seus resultados apresentam, tanto para fins científicos quanto sócio-econômicos. Não obstante se reconheça a importância das inúmeras pesquisas já realizadas sobre o assunto em questão, há ainda vários aspectos a serem descobertos e explorados.
Neste trabalho será realizado um breve estudo sobre Descargas Elétricas Atmosféricas (relâmpagos).

1. Introdução
As descargas atmosféricas (relâmpagos) sempre existiram na Terra, tendo sido mais violentas e numerosas durante a sua evolução até o resfriamento global. Após este, as tempestades se estabilizaram, tornando as descargas atmosféricas mais brandas até entrar em um equilíbrio natural.
Possuem papel fundamental na evolução do planeta e, principalmente, no desenvolvimento da vida na Terra, pois através da energia dissipada pelas descargas, numerosos processos químicos se desenvolveram, dando origem a diversos compostos que colaboraram enormemente para o surgimento das primeiras formas de vida.
Para os seres humanos, por causa dos seus efeitos, sempre foram temidas, observadas e associadas a forças sobrenaturais, estando também intimamente ligadas à descoberta e início da utilização do fogo.

No desenvolvimento das civilizações sempre estiveram associadas a deuses e divindades. Datam do ano 2000 a.C. os primeiros registros relativos às descargas atmosféricas, encontrados na Mesopotâmia. Sendo abundantemente encontrados relatos na literatura grega, a qual associa os raios ao deus Zeus, assim como a romana associa ao deus Júpiter, a chinesa às divindades Tien Mu e Lien Tsu, na egípcia pelo deus Typhon, também estando presentes em inúmeras outras culturas em todos os continentes.
As ocorrências de Descargas Elétricas Atmosféricas (relâmpagos) ligadas às atividades de tempestades geram vários transtornos para a sociedade em geral, pois cerca de 50 a 100 Descargas Elétricas Atmosféricas (relâmpagos) da nuvem para o solo ocorrem no planeta, a cada segundo (Pinto Jr. e Pinto, 2000).
O Brasil, devido à sua grande extensão territorial e pelo fato de estar localizado numa região predominantemente tropical, é um dos países de maior ocorrência de Descargas Elétricas Atmosféricas (relâmpagos) do planeta. Estima-se que cerca de 100 milhões de Descargas Elétricas Atmosféricas (relâmpagos) atinjam o Brasil por ano.
Autor: Jairo Pinheiro