Repetições Inúteis



Em Mateus 6 versículo 7 Jesus nos dá um importante alerta: “E quando orarem, não fiquem repetindo sempre a mesma coisa, como fazem os pagãos”. (NVI)

Usar a Palavra bíblica certa para cada caso é bem diferente de sempre dizer “está amarrado” para toda e qualquer situação adversa.

Assim como Josué o fez, precisamos ter o máximo cuidado para com a palavra que já conhecemos das Escrituras, dedicando-nos a ela, caminhando equilibradamente (não nos desviando nem para o fanatismo e nem para o mundano) e aplicando-a fielmente para cada caso da forma como o Senhor nos dirige.

Os jargões, as palavras vazias de sentido (faladas apenas por costume) e os rituais religiosos não trazem resultados e nem vitórias.

O único caminho pelo qual se pode chegar a Deus é por Jesus, pela Palavra. (“Respondeu Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” João 14:6).

Você orou, creu na solução do problema, mas acha que Deus está demorando muito para lhe responder, fica preocupado, ansioso e impaciente e passa a usar apenas as tentativas naturais para resolver o problema, sem a direção de Deus, você está tirando das mãos do Eterno a liberdade de continuar lhe orientando e de operar para concretizar o seu pleito.

Nas horas de ansiedade e inquietação, tentações que o diabo trás para deixar a resposta bem longe de nós, precisamos lembrar daquilo que é nosso direto, ou seja, aquilo que a Palavra garante e que Jesus já concedeu através da sua morte redentora na cruz por cada um de nós e nos mantermos firmes na fé, certeza de que o intento vai dar certo!

Exemplo para a vida financeira e profissional: “ter cada uma das minhas necessidades supridas e gozar do bem do meu trabalho” é direito meu garantido na Palavra e eu não abro mão disso, confio e me mantenho firme, crendo na Palavra concretizada.

Exigir que todo o sentimento de ansiedade, inquietação e impaciência saia em Nome de Jesus e tomar uma posição firme sobre o que a Palavra lhe garante não é vã repetição, ao contrário, esta atitude espiritual agrada a Deus e permite ao Senhor agir e mudar esta situação contrária.

Deus não se agrada de lamúrias, Ele quer que nós cheguemos a Ele exatamente do jeito que Ele nos vê: com fé de que somos mais do que vencedores em todas as coisas, em Nome de Jesus.

Não é necessário ficar todo o dia orando pela mesma causa: orou com fé, tomou posse daquilo crendo que vai acontecer, tem a palavra, agradeça a Deus e pronto.

Nossa oração é o nosso veículo de comunicação com Deus, agradeça a Ele por tudo o que Ele já te deu pela Palavra, mesmo que ainda não tenha ocorrido, chegue-se como filho, porque você não é um estranho, em Cristo, você faz parte da família de Deus.

É conveniente ter em mente os princípios básicos da oração (mais detalhes consulte o curso fé, lição 11 em www.ongrace.com/cursofe):

1) A fé: crer que Deus existe e premia os que O buscam. Ter certeza de receber de Deus antes mesmo que o fato esperado ocorra.

2) O Nome de Jesus: chamar a existência o que ainda não é como se já fosse ou anular o mal plantado pelo demônio só funcionará quando feito em O Nome de Jesus.

3) O real propósito: tudo o que você fizer deve ser para a glória de Deus. A doença, a miséria, o desemprego, a separação não glorificam a Deus em nada. O Seu Santo Reino só é glorificado quando somos abençoados e todos podem ver o mover maravilhoso de Deus através da minha vida. Sua vida fala mais do que mil palavras. Tudo na nossa vida é para render glórias a Deus e não para o nosso enaltecimento.

4) Crer: colocar a fé em ação. Por aquilo que Deus te revela na Palavra você sabe que pode, você vai e você faz.

5) Não duvidar: manter a Palavra no coração, não orar por medo, nem por necessidade, sinta que agora é o seu momento de receber a concretização da promessa que Deus fez para você.

Jesus morreu por cada um de nós para que eu e você tenhamos vida e a tenhamos em abundância.

Experimente trazer para o cunho pessoal todas as declarações bíblicas e verá como elas ganham força dentro de você.

Veja como ecoa diferente dentro de você o seguinte exemplo:
Jesus Cristo morreu por todos nós na cruz para que fossemos livres. (geral)
Jesus Cristo morreu por mim na cruz para que eu fosse livre. (sinta como ganha importância e poder dentro de você)

Foi para a liberdade que Cristo me libertou, não posso mais ficar preso pela tristeza, pelos insucessos e nem nos vícios.

Jesus Cristo já me deu vida e não foi vida de qualquer qualidade, não, Jesus conquistou para mim uma vida abundante.

Jesus Cristo quer que eu tenha alegria no meu trabalho, foi por isso que Ele morreu na cruz por mim, preciso honrar o que Ele fez por mim, tendo alegria no trabalho.

Deus supre cada uma das minhas necessidades em glória por causa do sacrifício que Jesus Cristo fez por mim lá na cruz, então eu não posso mais ser carente de nada, por respeito e amor àquilo que Ele já conquistou por mim no calvário, eu conquisto tudo o que preciso.

O segredo que o Senhor Jesus nos legou, e que O fez vencer e cumprir tudo o que o Pai lhe comissionara, é a comunhão estreita com Deus (Leia Mateus 14:23; Marcos 1:35; Lucas 6:12).

Devemos andar como Jesus andou, ou seja, também precisamos ter perfeita comunhão com Deus.

Quem vive choramingando, se lamentando e reclamando em oração está sem comunhão com Deus, não está firmado na Palavra e por isso é que fica tão abalado.

Na palavra é que agradamos a Deus, prosperamos na comunhão com o Senhor e todos podem ver que Deus é conosco.

Cuidado com uma armadilha comum: não queira prosperar para mostrar para os outros o tamanho do seu Deus, apague toda semente inflamada de ganância. Tenha comunhão com Ele e todos verão que Deus é grandioso. Assim o sucesso nos alcança, não saímos mais à esmo, correndo atrás feito alucinados sem nada conseguir.

O que Deus nos pede nunca é difícil, a Palavra é bem simples e, às vezes, pela sua extrema simplicidade acabamos complicando tudo.

Deus só quer a sua total confiança nEle, você não precisa fazer voto, nem promessa, nem sacrifício (tudo é possível ao que crê e não ao que faz votos, promessas e sacrifícios).

Jesus Cristo já se fez sacrifício perfeito, santo e libertador por cada um de nós, mesmo que quiséssemos não seria possível haver sacrifício maior e melhor de nossa parte.

Aliás, existe sim um sacrifício que agrada muitíssimo a Deus: o louvor dos nossos lábios endereçado a Ele, a nossa sede sincera de ter comunhão com Ele todos os dias em tudo o que fizermos.

O nosso louvor a Deus tem que ser com entendimento e sentimento verdadeiro de reconhecimento, amor e gratidão a Deus.

Até na hora do louvor temos que ficar atentos para não repetir diante do Eterno sempre e apenas as mesmas palavras “glória a Deus” e “aleluia” num som crescente, como é costume de muitos. Veja, não é errado fazê-lo, mas muitos o fazem apenas porque os demais assim procedem, faltando o entendimento e isento de verdadeiro sentimento de amor e vontade de chegar bem mais perto do Senhor.

Deus se agrada do cântico novo que brota do nosso coração quando O estamos louvando, aquele amor por Ele que vem ao nosso coração e é externado quando exaltamos as Suas qualidades perfeitas e eternas.

O que mais agrada a Deus é que façamos a Sua obra com entendimento e com o coração inteiro voltado para Ele, sem retroceder na fé.

Uma outra armadilha bem comum que o diabo tenta plantar no pensamento do desconhecedor da Palavra é a seguinte: “Por que eu sofro se Jesus já fez tudo por mim na cruz?” Isso acontece porque você ainda não assumiu o seu lugar em Cristo, ou seja, ainda não está crendo firmemente naquilo que Ele já conquistou para você e que está escrito na bíblia.

Você pode até nem ter consciência disso mas continua sentindo e dizendo que “na sua vida só tem uma seqüência de perdas”, mas a Palavra não diz que somos perdedores em Cristo... ao contrário, ela diz que somos não apenas vencedores, ela nos garante de somos MAIS que vencedores em Cristo.

Então, quais são as repetições úteis?

Todas aquelas que usamos no combate contra o diabo, resistindo a ele e colocando-o definitivamente para correr (Tiago 4:7). Resistir é opor-se ao mal, usando a Palavra frente aos ataques de satanás, até que a Palavra dada por Deus se concretize para o seu caso.

Também são todas aquelas que constam das Sagradas Escrituras e que vem ao nosso coração orando em Espírito, que te lembra da Palavra eficaz para aquela situação.

A partir de hoje não se lamente mais, saia do automático, reconheça e pratique a sua privilegiada condição em Cristo.

São os meus votos.

Em Nome de Jesus.

Mônica Gouvêa Sgarbi Gazzarrini
E-mail: mogazzar@hotmail.com

Visite artigos da escritora sobre a caminhada com Deus em:
http://bencaossemlimites.blogspot.com/
http://www.webartigos.com/categories (selecione: desenvolvimento pessoal, estudos bíblicos ou religião)
http://www.artigonal.com (selecione: religião)
http://www.uol.com.br/bemzen (selecione: religiões)

"Jesus Cristo é o Senhor"
Autor: Monica Gazzarrini


Artigos Relacionados


Mantenha A Palavra Viva Em VocÊ Ao Sair Do Culto

Dinheiro Não Compra Bênçãos

Equilibrio Espiritual E A Vontade De Deus

A Porta Da Salvação Já Foi Aberta Por Jesus Cristo

Proponha-se A Ser Uma Bênção Nas Mãos De Deus

Supere Os Embaraços

Deus Opera Na Arena Da Fé