A... Incoerência!



São incríveis como as pessoas sempre procuram o caminho mais curto para alcançarem o pretendido, entretanto, sem estudarem os atalhos que intencionavam percorrer, em demanda de uma estrada, mais longa, porém, nem sempre, a pior para o que almejava. Às vezes, o pior trajeto a ser percorrido é, exatamente, o mais curto! Isso serve para a função das mais diversificadas que seja, inclusive, no amor, comércio, comandamento, obediência, religião e, outros.

Não é inteligente a discriminação do mais extenso em relação ao mais curto ou, vice-versa! O que é necessário, sempre, é a escolha gabaritada da nossa convivência com o percurso preferido, com a finalidade de sermos beneficiados.

De umas décadas para cá, de uma forma geral, somos convocados a atender reclames chamativos, com a intenção de nos amealhar em torno ou, cativos, a favor de quem nos convoca, com segundas intenções ou, não! Mas, sempre nos dilapidando de algo que tenhamos conseguido com o nosso esforço próprio.

A título de exemplo, dessas situações, apresento alguns tópicos alusivos ao, até aqui, referenciado:

—Diversos Cursos e Concursos abrindo às portas para Todos, desde que paguem a inscrição individual, todavia, sem nada retribuir a quem não logre êxito nas provas efetuadas (Uma maioria), com isso, ganhando dinheiro em cima do carente do poder aquisitivo e, de conhecimento didático! Isso, sem contar as despesas de deslocamentos, conduções, pousada, alimentos etc. Assim, estão mostrando um caminho curto para o sucesso, porém, com um trajeto longo e... Caro!
—Cobrar as Fardas e Uniformes dos policiais e de firmas diversas, sem lhes pagar nada pela propaganda que fazem, quando uniformizados, a favor dos proprietários (Estado ou Firmas em geral).
—Favorecer, Discriminando, Camarotes, Cadeiras especiais, em fim, lugares privilegiados, em favor de uns poucos com, todos os presentes, pagando os preços estipulados, todavia, para verem o mesmo espetáculo! Isso é a “Porta larga” para os poderosos e, a via estreita para os carentes! “Pagar mais” não fará o espetáculo... Espetacular! O mesmo, ocorrendo com o “Pagar menos”, portanto, o ideal seria o preço dos ingressos serem unificados e, quem quisesse os melhores lugares, era só chegar à frente dos demais.
—As benesses dadas aos velhos, no tocante a filas, quando Eles, na maioria, estão aposentados! Discriminando os mais jovens que têm horários cronometrados para o cumprimento de suas atribuições! Isso é o caminho mais curto do desconexo, pois, quem está sem o labor obrigatório tem mais tempo ao seu dispor, podendo seguir nas filas, RESSALVANDO o estado físico dos mais idosos e/ou aleijados com qualquer idade. Observação: Sou idoso (71 anos) e, obedeço às filas em geral.
—Propagandas medicinais prometendo a cura, desde que comprem os seus remédios indicados, é a “Porta curta” para o nosso desembolso, quando, na verdade, cada um de nós tem a compleição física diferenciada, onde, a uns, o remédio propagado faz o bem, mas, a outros, pode ser veneno!  Por isso, primeiro, devemos nos conhecer e, segundo, escolher o medicamento apropriado e, não, o propalado!

Quanto a Religião, Família, Amor, Leis etc. vou me omitir, no momento, por ser um assunto vasto e, cheio de “Portas e Portais” imensuráveis, que não caberiam numa ligeira passarela de papeis!

Esperando não ter ferido escrúpulos... Magoando! Aqui, ponho um ponto final neste modesto texto empírico.

Sebastião Antônio Baracho
conanbaracho@uol.com.br
Fone: (31) 3846-6567


Autor: Sebastião Antônio Baracho


Artigos Relacionados


Da Sensação Do Místico

As Gerações... Deformadas!

Caminhos... Polêmicos!

Da Cópia Ao...exemplo!

Inteligência De Mercado é Destaque Na Folha De S.paulo

A Troca E A... Decepção!

Mudanças Na Ortografia Da Língua Portuguesa A Partir De Janeiro 2008