Uso De Atividades Ludo Pedagógicos: Multimeios Como Ferramenta De Aprendizagem Significativa, No Ensino Médio Na Disciplina De Ciências Na Eja



USO DE ATIVIDADES LUDO PEDAGÓGICOS: MULTIMEIOS COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA, NO ENSINO MÉDIO NA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NA EJA

USE OF LUDO PEDAGOGICAL ACTIVITIES: MULTIPLE WAYS AS TOOL OF SIGNIFICANT LEARNING, IN BASIC EDUCATION IN THE DISCIPLINES OF SCIENCES AT EJA

José Rodrigues dos Santos (1)

Eliaquim Barbosa Pereira (2) , Fátima Karine Souza de Souza (3) , Rosana Maria Paris (4)   Jose Vicente Lima Robaina (5) , Edson Roberto Oaigen (6)

(1) Universidade Estadual de Roraima – UERR, jrdsppgecim@gmail.com

(2) Universidade Luterana do Brasil – ULBRA / LPEC, Kakatriunfo@gmail.com

(3) Universidade Luterana do Brasil – ULBRA / LPEC, ellybape@gmail.com

(4) Universidade Luterana do Brasil – ULBRA / LPEC, rosanamparis@yahoo.com.br

(5) Universidade Luterana do Brasil – ULBRA / LPEC , jvlr@terra.com.br

(6) Universidade Luterana do Brasil – ULBRA / LPEC, oaigen@terra.com.br 

Resumo

O lúdico contribui e muito no ensino e aprendizagem das crianças, mas agora está sendo introduzido de fato na Educação de Jovens e Adultos-EJA. Os multimeios ludo pedagógicos surgem com objetivo de auxiliar no processo ensino e aprendizagem, dando alicerce nos fundamentos das teorias cognitivas, humanistas e psicomotora.  O uso dos recursos lúdicos inseridos aos conteúdos de Ciências na EJA constitui-se em uma alternativa no direcionamento à aprendizagem significativa. A pesquisa utilizou os princípios quanti-qualitativos de uma metodologia experimental – observacional, onde a aplicação de multimeios ludo pedagógicos aplicados com alunos de uma escola municipal de Triunfo/RS, buscou   despertar o interesse lúdico da criança no adulto. Os resultados aplicados de multimeios na EJA como ferramenta foram satisfatórios no sentido de facilitar o processo ensino e aprendizagem numa proposta pedagógica, incorporando-os como instrumento de ensino. Acredita – se que esse processo contribua na aprendizagem do educando, resgatando os conhecimentos anteriores de cada aluno.

Palavras – chave: EJA - multimeios – ludo pedagógicos – aprendizagem

Abstract


the ludic have an enormous contribution in the education and in the learning of children's, but only now he is being in fact introduced in the Education of Young and Adult. Multiple ways in pedagogical ludo appears with a objective of assisting in the process of education and learning, giving foundation in the beddings of the cognitive theories, humanists and psychomotor. The use of ludics resources in the contents of Sciences at the (EJA) consists in an alternative, aiming in to the significant learning. The research used the quant-qualitative principles of an experimental methodology - observational, where the application of multiple ludo pedagogic way applied with pupils of a municipal school in Triunfo/RS, pursuing to awake the ludo interest of the child in the adult. The applied multiple way results in (EJA) as tool, had been satisfactory in the trajectory to facilitate the process of education and learning in a pedagogical proposal, incorporating them as educational instrument. It is assumed - that this process contributes in the learning of the educatee, rescuing the previous knowledge of each pupil.

Keywords: EJA – multiple ways - ludo pedagogic - learning

Introdução

O lúdico tem contribuído e muito no ensino e aprendizagem das crianças, mas esta contribuição ainda não foi implementada de fato na Educação de Jovens e Adultos–EJA.O uso dos recursos lúdicos inserido aos conteúdos de Ciências na EJA constitui-se em uma alternativa investigada no sentido de direcionar para aprendizagem significativa. Com isto possibilita a ocorrência de um processo ensino e aprendizagem mais rica e argumentativa.

É um assunto que tem levado a Ciência ir à busca de meios que interaja no ensino e aprendizagem dos jovens e adultos, de maneira que facilita a compreensão e assimilação dos assuntos estudados. O uso de multimeios ludo pedagógicos indica que os alunos podem assimilar com maior prazer e compreensão os conteúdos. Isto ocorre se levarmos em conta o conhecimento prévio dos alunos, pois este ponto é base para a aprendizagem significativa pretendida, e através de uma pesquisa realizada com base quanti-quali utilizamos uma metodologia experimental – observacional através de multimeios ludo pedagógico aplicados em uma escola municipal de Triunfo /RS, buscando o despertar do interesse da criança no adulto. O ludo pedagógico, um dos multimeios investigado, nasceu com objetivo de auxiliar no processo ensino e aprendizagem, possibilitando uma investigação alicerçada nos fundamentos das teorias cognitivas, humanistas e psicomotora.

Há muitos estudos sobre o lúdico com crianças, mas com os jovens e adultos pouco se tem feito. Os jovens e os adultos têm essa estrutura bem mais ampliada empiricamente, tomando por base em Moreira in Ausubel (1999), que ele é um indivíduo que tem sinais internos e possibilidades de usar seus conhecimentos prévios, com maior experiência, sente prazer, dor, satisfação ou descontentamento, alegria ou ansiedade.

A realidade lúdica na EJA é algo novo que pretende servir para melhoria do processo ensino e aprendizagem.Por que não ensinar através de atividades ludo pedagógicas? O que tem que ser feito para que uma atividade venha ao encontro com a realidade do aluno da EJA. Cada professor planejando suas aulas e incluindo neste, materiais ludo pedagógico, certamente haverá resultados mais significativo e surtindo, assim, os efeitos desejados.

O aluno da EJA, que na sua maioria está regressando à escola, necessita ser estimulado para dar continuidade aos seus estudos. Desta forma, procedimento lúdico na aprendizagem fará com que ele descubra que também se aprende brincando com objetos que muitas vezes ele próprio não acreditava ter um significado para a aprendizagem escolar.

Brincar nas escolas com o jovem e o adulto é uma proposta pedagógica que incorpora o lúdico como ferramenta de ensino. Minha aproximação com a realidade do brincar na vida escolar do aluno da EJA levou-me a perceber a existência de espaço para o desenvolvimento histórico-cultural dos mesmos. Ao contrário temos que verificar que tipo de informação e formação ele teve em sua vivência a respeito do brincar e do desenvolvimento do jovem e do adulto em uma perspectiva social e cultural e criativa.

Na EJA temos poucos resultados de pesquisas nesta temática, o que torna relevante o estudo pretendido. Acreditamos nesta ferramenta de trabalho, pois o uso do lúdico é o brincar aprendendo e também uma ferramenta didática para o processo ensino e aprendizagem do aluno. Quando não se conhece o lúdico pode até parecer que se está perdendo tempo, mas o lúdico com crianças tem dado certo e por que não com o jovem e adulto?

Há muito tempo que o lúdico foi implantado nas escolas, porém com objetivo de contribuir com o ensino e aprendizagem da criança, que nada mais justo por serem crianças, mas onde entra o jovem e adulto no lúdico? Como vivenciar estes multimeios com e para eles?

Temos que valorizar o lúdico muito mais em sala de aula, munindo os profissionais epistemologicamente para que possam interagir no processo, assim como usá-lo para que possa ajudá-lo na construção dos conhecimentos. Para que esta construção venha dar certo e o objetivo alcançado é necessário que o professor desenvolva com os alunos um processo de ensino e aprendizagem criativo e desafiador.

Em todas as fases da vida do ser humano enquanto criança, jovem e adolescente as brincadeiras se faz presente. Brincar não é coisa só de criança pequena, engana-se a escola que faz esta divisão lúdica entre criança, jovem e adulto. A criança brinca, porém o jovem já não brinca tanto, pois esta chegando o momento de começar a trabalhar e a ter responsabilidade. Ao mesmo tempo, o adulto não brinca mais porque brincadeira é coisa de criança. De uma maneira ou de outra precisamos brincar, e de alguma forma de jogo, sonhar, fantasiar para vivermos melhor.

Quando a ferramenta ludo pedagógica é usada por todos os membros de uma sociedade, incluindo as crianças, os jovens e os adultos haverá uma possibilidade de descoberta do mundo em que a fantasia torna-se parte do processo ensino e aprendizagem. A criança naturalmente brinca sem medo de ser julgada em suas brincadeira, já o jovem e o adulto terão que reaprender a brincar. Esta pesquisa vem mostrar que o lúdico é uma ferramenta a mais que vai atuar junto aos alunos na EJA na perspectiva de ampliação de suas possibilidades de ter uma aprendizagem com maior e melhor retorno.

A oportunidade de aprender com o lúdico propiciam uma estratégia para aprendizagem significativa em que o aluno poderá decifrar os enigmas que o cercam dando a ele a oportunidade de resgatar suas estruturas do conhecimento, capacitando-o ainda mais usando do empirismo deixando a ele a livre escolha de se divertir dentro de um ambiente de descontração.

A relação do aluno com o material que ele vai trabalhar em sala será próprio para que ele se sinta à vontade em manusear, de sentir se curioso com o resultadoque seu trabalho poderá trazer depois que começarem a fazer uso dos seus jogos, sabendo ele que poderá outros colegas seus também aprenderem brincando com o brinquedo educativo por ele produzido.

O processo educativo deve ser articulado no sentido de direcionar o educando a produzir os jogos com orientação do professor sempre com objetivo de aproveitar todo o conhecimento que possuem (prévio), obtido em um passado distante ou mesmo próximo. O adulto pode e deve usar atuar com as crianças( filhosou não), no sentido deaproveitar também as brincadeiras das mesmas, que provavelmente ficarão empolgadas com a possibilidade de interação.

Introduzir o lúdico como ferramenta no currículo no fundamental EJA para o aluno é como a maiêutica[1], ou seja, uma questão que pode ampliar seus conhecimentos dentro de um processo educativo com uma modalidade de ensino inovadora.

MARCO REFERENCIAL TEÓRICO: RESGATANDO A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

Sem dúvida nenhuma, toda pesquisa científica tem que ter uma base teórica, temos que nos posicionar dentro de uma pesquisa para que no futuro o pesquisador tenha em mente novas possibilidades de investigação. Por esse motivo o levantamento de referências bibliográficas tem que se considerar a linha teórica do marco com o objetivo de seguir a análise de pesquisa proposta pelo pesquisador.

Diante disso, temos que abordar a importância das atividades ludo pedagógica com o uso de multimeios ludo pedagógico para o Ensino Médio em Biologia - EJA e as possibilidades da concretização da mesma como ferramenta para a vivência dos princípios da Aprendizagem Significativa.

De acordo com a visão de Ausubel in Moreira (1980), o mesmo afirma:

Uma das condições para a ocorrência da aprendizagem é que o material a ser aprendido seja relacionável (ou incorporável) à estrutura cognitiva do aprendiz, de maneira não-arbitrária e não literal. Um material com essa característica é dito potencialmente significativo (MOREIRA, p.156, 1980).

Dentro desse enfoque, o autor quer dizer que quanto mais se trabalha com um material que se possa fazer uma relação, palpável, mais a estrutura cognitiva do indivíduo tende a ser potencialmente significativo.

Se realmente quisermos que a Educação de Jovens e Adultos dê um saltopara o futuro temos que organizar uma estrutura que venha atender a necessidade do aluno que vive num sistema de ensino tradicionalista. Para entendermos melhor, Duarte in Santos (1997) fala que lutar contra a alienação é lutar por reais condições para todos os homens de se desenvolverem a altura das máximas possibilidades objetivamente existentes para o gênero humano.

Assim como a capacidade da pessoa interagir com ela mesma e com o meio em que vive, o lúdico será um dos multimeios utilizado como ponto de partida em que torna – lá – a criativa através dos meios que vai estabelecer uma relação a ponto de influenciar o aluno no seu desenvolvimento cognitivo e capacitando-o em observar e de concentrar sua atenção no instrumento de aprendizagem que na verdade acabará por dar outros significados ao que já aprendeu.

De acordo com Moreira in Ausubel (1982):

Cognição é o processo através do qual o mundo de significados tem origem. À medida que o ser se situa no mundo, estabelece relações de significação, isto é, atribui significados à realidade em que se encontra. Esses significados não são entidades estáticas, mas pontos de partida para a atribuição de outros significados. (p.3)

A partir do momento que o aluno começar a direcionar o seu pensamento para os multimeios ludo pedagógico o seu cognitivo começa a agir e no momento que se sentir no mundo real, com atividades que tenha relação com sua realidade, com sua forma de pensar, de acordo com sua capacidade sairá de um momento estático para a ação. Não pode esquecer que para haver realmente aprendizagem temos que nos lembrar que o aluno tem que estar disposto a aprender:

Nos estudos de Ausubel & Novak in Moreira (1999) que:

Está seguro que um evento educativo é uma ação para trocar significados. Mas ele se refere, também, a uma troca de sentimentos, ou seja, um evento educativo é também acompanhado de uma experiência afetiva. Aliás, uma das condições para aprendizagem significativa, segundo Ausubel e Novak, é que o aprendiz apresente uma predisposição para aprender (a outra é que o material de aprendizagem seja potencialmente significativo). Essa predisposição está intimamente relacionada com a experiência afetiva que o aprendiz tem no evento educativo. (p.170)

Nas trocas de significados mediante atividades lúdicas os sentimentos afetivos aparecem justificando assim uma aprendizagem com satisfação acabando por apresentar uma predisposição para aprender, pois fica muito mais fácil fazer essa relação entre o material a ser aprendido diante de um bom relacionamento.

2.1 A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

Neste tópico, serão abordados questões sobre as prioridades que a Educação de Jovens e Adultos necessitam para a melhoria da qualidade do ensino.

O Ministério da Educação tem como uma de suas metas prioritárias assegurar a todos os brasileiros de 15 anos e mais que não tiveram acesso à escola ou dela foram excluídos precocemente, o ingresso, a permanência e a conclusão do ensino fundamental com qualidade.

Para a oferta da educação de jovens e adultos, modalidade da educação básica, o MEC articula-se com estados, municípios e sociedade civil organizada.

O MEC está implementando um conjunto de ações para a ampliação da oferta, para recuperação e melhoria da escola pública e para valorização do professor, tais como: apoio técnico e financeiro aos sistemas de ensino e elaboração e distribuição de material didático. (http://www.mec.gov.br/sef/Jovem/de. shtm)

2.1.1 Legislação da Educação de Jovens e Adultos

Constituição Federal de 1988 – estabelece que "a educação é direito de todos e dever do Estado e da família..." e ainda, ensino fundamental obrigatório e gratuito, inclusive sua oferta garantida para todos os que a ele não tiveram acesso na idade própria.

Parecer 05/97 do Conselho Nacional de Educação - aborda a questão da denominação "Educação de Jovens e Adultos" e "Ensino Supletivo", define os limites de idade fixados para que jovens e adultos se submetam a exames supletivos, define as competências dos sistemas de ensino e explicita as possibilidades de certificação.

Parecer 12/97 do Conselho Nacional de Educação – elucida dúvidas sobre cursos e exames supletivos e outras. (http://www.mec.gov.br/sef/Jovem/default.shtm)

METODOLOGIA

A pesquisa foi desenvolvida com 34 alunos, sendo 23 do sexo feminino e 11 do sexo masculino, com a turma do 2ª ano, na disciplina de Biologia, de uma Escola Municipal de Ensino Médio, na modalidade Educação de Jovens e Adultos do município de Triunfo (Rio Grande do Sul). Os alunos apresentaram na época do estudo, agosto de 2007, idades entre 18 e 59 anos. O ensino médio na modalidade educação de jovens e adultos está em fase de implantação nesta escola, sendo assim, em 2008 está será a primeira turma da escola que concluirá o ensino médio. Os alunos desta escola são trabalhadores na maioria em empresas do III Pólo Petroquímico do Sul.

A professora explicou o sistema digestório do corpo humano, após dividiu a turma em dois grandes grupos, para jogarem a trilha da digestão, onde quatro componentes representavam um grupo com uma trilha e outros quatro componentes representavam o segundo grupo com outra trilha.

Nas duas trilhas continham dezoito questões relacionadas à digestão humana (18). A trilha intilula-se "caminhos da digestão", o conceito desenvolvido foi estrutura do sistema digestório. Princípio, o sistema digestório possui estruturas diferenciadas; tendo, cada um seu nome e função distinta. Habilidade, reconhecimento das estruturas que compõem o sistema digestório e suas funções. Os alunos, em grupo de quatro componentes representantes, escolhem seu cone, jogam o dado e percorrem a trilha de acordo com o número indicado. Para ficar aonde chegaram, precisam responder a questão sorteada, do contrário, voltam para o lugar da jogada anterior e vence quem percorrer a trilha primeira.

ANÁLISE DOS DADOS

Dentro deste artigo foram levantados dados significativos, demonstrando o perfil dos alunos envolvidos na entrevista. Sendo 11 alunos do sexo masculino (68%), 23 do sexo feminino (32%) na amostra. A média de idade vai dos 18 a 59 anos. Após a aplicação de atividade lúdica pedagógica foram elaborados sete (7) perguntas abertas e fechadas. Sendo elas:

1. Em sua opinião depois de realizar a atividade lúdica, a aprendizagem ocorreu com maior facilidade?

- Não ocorreu mudança nenhuma0%

- Melhorou mais a minha aprendizagem100%

2. Você gostaria que em todas as aulas fossem utilizados jogos pedagógicos?

Sim (28)

Não (06)

Entre as questões fechadas constatou-se que a maioria dos alunos disse sim, confirmando a praticidade dos multimeios ludo pedagógico como instrumento de ensino e aprendizagem.

Justificativas apresentadas na questão:

Entre as respostas apresentadas avaliou-se o maior grau de concentração, descontração, facilidade na aprendizagem, habilidades e competências e entrosamento entre os colegas.

3. Você acredita que os multimeios ludo pedagógicos podem mudar na sua aprendizagem?

Sim 31 alunos

Não 03 alunos

4. Com a implantação dos multimeios ludos pedagógicos na EJA, você acha que participaria mais das aulas?

Sim 30 alunos

Não 04 alunos

De acordo com o resultado das perguntas três e quatro nota-se que os multimeios ludo pedagógicos influenciam na aprendizagem significativa, motivando o aluno a aprender, dando noção dos conteúdos apresentados.

5ª Você considera que os multimeios ludo pedagógicos são só para crianças?

Sim04 alunosNão30 alunos

6ª. Você considera que os multimeios ludo pedagógicos contribui para a aprendizagem de jovens e adultos?

Os resultados encontrados apresentaram 100% de aprovação.

Comparando as duas perguntas cinco e seis verificou-se que na opinião dos entrevistados 88% afirmaram que os multimeios ludo pedagógicos contribuem para a aprendizagem significativa dos alunos em EJA assim como é fundamental para a formação de crianças. Alguns professores de EJA, ainda não descobriram a importância de utilizar está estratégia de ensino em suas aulas, tornando a sua prática pedagógica desatualizada e descontextualizada, não possibilitando que estes alunos possam aprender de forma diferente e mais atrativa, como foi demonstrada na pesquisa realizada.

7ª. Como você avaliaria a nova forma do professor (a) trabalhar(usando multimeios)?

Conforme o resultado desta questão, o uso de multimeios ludo pedagógicos demonstrou na opinião dos alunos entrevistados, que pode ser um excelente instrumento de trabalho para o ensino em EJA, pois possibilita que os mesmos vivenciem conhecimentos aplicados de Biologia em seu dia-a-dia. Nota-se que prevalece um alto índice de aprovação como meio facilitador no ensino e aprendizagem dessa modalidade acima mencionada, quando somados os índices (boa e excelente), totalizando em percentual 100%.

Considerações finais

O multimeio ludo pedagógico que foi apresentado neste artigo é uma amostra de que esse tipo de ferramenta é necessário também no ensino e aprendizagem da Educação de Jovens e Adultos do Ensino Médio, assim como ocorre na educação de crianças. Levando em consideração a situação desses alunos que chegam cansados do trabalho, constata-se que o ambiente escolar com a utilização desta estratégia de ensino, possibilita a aprendizagem como forma de incentivo ao aluno, como é utilizado na Educação Infantil. Essa ferramenta gera uma descontração ao ponto do aluno esquecer o cansaço físico e mental, desmistificando a utilização destes meios como ferramenta utilizada somente para crianças. Os jovens e adultos assim como a criança despertam para a criatividade, relação de amizade e o social.

Bibliografia

MOREIRA, Marco Antonio. Teorias de Aprendizagem. São Paulo 1999.

MOREIRA, Marco Antônio Moreira, 1942- Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel / Marco A. Moreira, Elcie F. Salsano Masini. – São Paulo: Moraes, 1982.

_____.F. Ostermam. Teorias Construtivistas, Texto de apoio ao professor de física nº 10999. Reimpressão 2005/ Grupo de Ensino Inst. de Física UFRGS.

_____.1942 - Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel / Marco A. Moreira, Elcie F. Salzano Massini. – São Paulo: Moraes, 1982.

NEGRINE, Airton. Aprendizagem e Desenvolvimento Infantil. Porto Alegre: Prodil, 1994.

SANTOS, Santa Marli Pires dos. (Org.). Brinquedoteca: O lúdico em diferentes contextos.Petrópolis, RJ: Vozes, 1997. Vários autores.

http://www.mec.gov.br/sef/Jovem/default.shtm).> acesso em: 13/08/07, às 10:47 hs.


Autor: José Rodrigues


Artigos Relacionados


Curso De Shantala

ConcepÇÕes De Ensino-aprendizagem Dos Alunos Do Ensino Fundamental Nas Aulas De CiÊncias Da Escola Municipal JoÃo Valle Mauricio

Avaliação

O Jogo Como Forma De Ensino Na Educação

A Perspectiva Construtivista De Ensino

A Importância Dos Jogos Na Aprendizagem Matemática

A InfluÊncia Da MÚsica Na FormaÇÃo Dos Jovens E No Processo De Ensino-aprendizagem De LÍngua Inglesa