OBSERVA플O DA SALA DE ATIVIDADES DA EDUCA플O INFANTIL



UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

ISNTITUTO DE EDUCA플O NCLEO DA EDUCA플O ABERTA E A DIST헞CIA CURSO DE PEDAGOGIA PARA EDUCA플O INFANTIL

POLO TERRA NOVA DO NORTE-MT

OBSERVA플O DA SALA DE ATIVIDADES DA EDUCA플O INFANTIL

Marcelndia

2010

CLEONICE VIDICAL DA SILVA PERMONIAN

MARLI DA LUZ PADILHA MARCOLAN

SELMA ROSANA MENDES DE SOUZA

SIRLEI DE SOUZA ANDR

OBSERVA플O DA SALA DE ATIVIDADES DA EDUCA플O INFANTIL

젨 Trabalho apresentado ao curso de Pedagogia para Educa豫o Infantil na Modalidade a Distancia da Universidade Federal de Mato Grosso, referente a avalia豫o do Meio II do fascculo Dinmica do Trabalho e a Organiza豫o do Espao na Institui豫o de Educa豫o Infantil. sob orienta豫o de Terezinha Rosa da Silva.

Mareclndia

2010

젨젨젨젨젨젨젨 Observa豫o realizada para avalia豫o do meio II do fascculo Dinmica do Trabalho e a Organiza豫o do Espao na Institui豫o de Educa豫o Infantil da Universidade Federal de Mato Grosso, com a Turma de Educa豫o Infantil do perodo vespertino no total de 21 alunos.

젨젨젨젨젨 No decorrer de um perodo de 4 horas de aula seguiu dos seguintes momentos:

1 Acolhida: as crianas chegaram na creche alegres em exce豫o 2 que chorou mas, a professora sentou pegou as mesmas no colo conversou e falou sobre o que ia acontecer no decorrer daquela tarde e assim as mesmas se acalmaram;

2 Todas j estavam na sala e a professora deu inicio as atividades perguntando aos mesmos quem sabia cantar uma msica nova todos responderam que sabia e comearam a cantar varias musicas, mas a professora deu nfase na msica “Meu pintinho amarelinho”, pois a mesma tinha como objetivo de trabalhar a cor amarela com as crianas sendo a mesma possibilita trabalhar varias reas do conhecimento;

3 Colocar todos sentados em volta da mesa e distribuir uma folha de sulfite com lpis para realizar o registro da atividades;

4 Hora do lanche a professora encaminhou todos para lavar a mos, em seguida cantaram a msica meu lanchinho e fizeram a ora豫o;

5 Hora da escova豫o;

6 Brincadeiras no ptio;

8 Voltar para a sala e brincar com os brinquedos da mesma;

9 Arrumar a sala, fazer higiene pessoal (lavar o rosto, as mos e pentear o cabelo) para esperar a mame.

AN핶ISE DA OBSERVA플O

젨젨젨젨젨

젨젨젨젨젨 Aps ter realizado a observa豫o do dia de uma sala de atividades da Educa豫o Infantil nota-se a organiza豫o espacial da mesma no adequada para receber a crianas pois um espao pequeno pois o mesmo no foi projetado para uma as de atividades.Para Weinsteim e David (1987):

젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨 Os ambientes infantis devem estar voltados para o desenvolvimento infantil, promovendo a constru豫o da identidade da criana, o desenvolvimento de competncias, oportunidades de crescimento,a movimenta豫o do corpo,a estimula豫o dos diferentes sentidos,sentimento de segurana,confiana e oportunidades para o contato com o outro.

젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨젨

Nesse sentido a sala observada deixa claro que a pessoa que projetou a mesma no tem no豫o de infncia,isso justifica que essa pessoa projetou essa sala para ser ambiente de escolariza豫o e tambm local de guarda onde os pai deixa seu filhos para ser cuidado e assim no sendo um ambiente para a sala de atividades da educa豫o infantil.

No que diz respeito a professora o mesmo da importncia as atividades ldicas,as brincadeiras os jogos esto presentes no espao escolar pois o mesmo e de suma importncia para o desenvolvimento cognitivo da criana,na constitui豫o do sujeito,na constru豫o da sua identidade e autonomia.As crianas j esto construindo a sua autonomia quando esto brincando do preferncia ao que gostam,nas produ寤es usam suas cores preferidas.

Os arranjos espaciais da sala de atividades e muito carente pois como dito anteriormente o espao e pequeno,tem algumas decora寤es na parede,um armrio na sala no tendo espao adequado para cantinho da leitura,lugar de descanso mas,mesmo assim a professora proporciona para que esse seja um ambiente agradvel onde o mesmo conta histrias faz dramatiza豫o,mas o que mais preocupa a professora um aluno que dorme todos os dias e o mesmo no tem lugar para ficar na sala, a professora coloca a criana num cantinho da sala e precisa cuidar para que os colegas no pisem em cima dele.

Desde o nascimento, a criana esta em contato direto com o mundo e com as pessoas que esto prximas nesse mesmo espao. No espao da creche existem varias maneiras de organizar o espao,a crianas explora,descobre e tem a寤es em seu ambiente,onde a mesma seleciona colegas,objetos e reas para desenvolver suas atividades,tendo autonomia para fazer mudanas na sala,explorando e usando esses espaos.

necessrio ter um espao onde possa ter pequenos cantos, onde a criana tenha movimentos diversos, na busca de suas necessidades de desenvolvimento e conhecimento. Um arranjo espacial estruturado e que tenha maior nmero de zonas circunscritas, proporciona a criana oportunidades de intera豫o, e qualidade do atendimento oferecido as mesmas na institui豫o de educa豫o.

Segundo Mara(2003,p.376) as zonas circunscritas,principalmente aquela,com apoio,colaboram para a promo豫o e manuten豫o de intera寤es,pois reduzem a probabilidade de interrup豫o de atividades por outras crianas e pelas educadoras,o que freqentemente ocorre em arranjos abertos oferecendo assim sensa豫o de prote豫o e privacidade,facilitando a continuidade de suas atividades.

A criana esta inserida em inmeros significa寤es,construdas com base em vrios aspectos,e a zona circunscrita com superfcie de apoio oferece um cenrio para brincadeiras possibilitando a emergncia de significa寤es,a寤es e conhecimento comuns j vivenciados pelas crianas,o que propicia por sua vez, oportunidades para cria豫o de brincadeiras,como o faz de conta,casinha,fazer comidinha comer,beber,deitar o nen e etc.

Para Vigotski “a cultura e a totalidade das produ寤es humanas, tcnicas, artsticas, cientificas, tradi寤es, institui寤es sociais e prticas”, mas vale ressaltar que mesmo o ambiente no sendo propicio para trabalhar esses aspectos, de certa forma desenvolvida, pois a Institui豫o de Educa豫o Infantil cabe a tarefa de propiciar s suas crianas situa寤es de experincias que os levem a estabelecer vnculos com a realidade social,apropriando dos instrumentos necessrios internalizaro dos sistemas simblicos significativos as suas aprendizagens.

Na sala de educa豫o infantil faz-se necessrio ter uma rotina para que as crianas,possa se organizar e ter uma disciplina para melhor a aprendizagem da crianas e no seguir uma rotina da institui豫o.Segundo Abramowicz e Wayskop.

A rotina orienta a a豫o da criana, assegura a ela o dia-a-dia,possibilitando que perceba e se situe na rela豫o tempo-espao,permitindo modifica寤es,sem necessariamente cair na mesmice ,no repetir sempre o mesmo,a rotina ajuda a criana a prever a寤es e a situar-se em rela豫o aos acontecimentos aos horrios da institui豫o.

젨젨젨젨젨 Desta forma nota-se que a rotina no deve ser ritualizada,sendo modificada,temporariamente,colocando as crianas sempre a par das mudanas da sala,dialogando com as mesmas essa media豫o educador/criana de grande importncia para a aprendizagem significativa.

젨젨젨젨젨 Vigotski traz em estudos um conceito que pode ser utilizado para compreendermos como se realiza a aprendizagem na sala de aula e em quais cincustancias os processos de media豫o do educador trata-se este conceito de desenvolvimento proximal.

젨젨젨젨젨 na ZDP que a educadora ou a um colega mais competente agir para auxiliar a criana na aprendizagem de algo,a media豫o faz-se presente,trabalhando com um ensino porpectivo e elevando a nvel de desenvolvimento do sujeito.

젨젨젨젨젨

젨젨

REFERNCIAS

MENEGBINI, Renata Arranjo Espacial na Creche: Espaos para Interagir,Brincar Isoladamente,Dirigir-se Socialmente e Observar o Outro/Renata Menegbini,Mara Campos - de Carvalho.Universidade de So Paulo,Ribeiro Preto.

ROJAS,Jucuimara.Dinamica do trabalho e a organiza豫o do espao na educa豫o infantil/Jucimara Rojas Aparecida Marques de Souza,Rosana Carla Gonalves Gomes Cintra._ _ Cuiab:EdUFMT,2008.p 88.:il.color.


Autor:


Artigos Relacionados


Minha Inf혂cia

Ja Ta Na Hora

15 De Outubro

Mulher Ii

A Destina豫o Da Sabedoria

Poesia

Inexplicvel