O MARKETING DO DESEJO CONSUMISTA



O homem veio a existir e trouxe consigo necessidades a serem satisfeitas. Nos primórdios resumiam-se a alimentação, abrigo e procriação. Hoje são comidas, bebidas, vestuários, comunicação, transporte, lazer, educação, cultura, esporte, turismo, estética, auto-realização, auto-estima... Ufa!

Para cada item acima o marketing de varejo oferece uma lista de "produtos e serviços" aliada a forte apelo emocional. Por quê? Porque necessidade é desejo, mas desejo nem sempre é necessidade. Daí o foco dele ser o desejo e não a necessidade. Há um dito popular simples e significativo que diz "formiga quando quer se perder cria asas". Cuidado!

A Economia diz "as necessidades são infinitas e os recursos para a satisfação delas são limitados". Diferenciando-se necessidades e desejos percebe-se que a afirmativa acima é uma meia verdade já que o homem precisa de pouco para viver bem. Já todos os recursos do mundo são insuficientes para satisfazer os desejos de uma única pessoa. Tais desejos são infinitos, inexplicáveis e muitas vezes injustificáveis. Fazem milagres, ao avesso!

A falta desse discernimento acarreta muito desgaste emocional. Quem não mede esforço para atender o apelo dos desejos e se omite em relação às necessidades tem como resultado: satisfação efêmera seguida de frustração duradoura. É comum cair no círculo vicioso de tristeza, infelicidade e descontentamento. Nem sempre a pessoa é capaz de empreender mudança de atitude. É necessário, então, procurar um amigo fiel ou especialista.

O desejo inadiável de possuir "aquele carro" pode representar prejuízo na educação da família.

Um portador de futuro quer asas para voar alto não para se perder como Ícaro.

Francisco GomesMarilza Vaz Gomes

f_l_gomes@terra.com.br                       marilzajsv@hotmail.com

Publicado no Blog:

http://portadoresdefuturo.zip.net

Visite a comunidade do Orkut:

PORTADORES DE FUTURO


Autor: FRANCISCO DE LIMA GOMES


Artigos Relacionados


SolidÃo...

No Vale Terá Tura

Maior LiÇÃo De Vida

TraÇos De Um Povo

Degraus

Embaixo Do Calçadão...

O Valor Da ExcelÊncia